Geral | Saúde

Analgésicos são os medicamentos mais vendidos durante a pandemia

Levantamento mostra os medicamentos mais vendidos desde fevereiro de 2020 a fevereiro de 2021 em todo o varejo farmacêutico
20/04/2021 às 16h30
Analgésicos são os medicamentos mais vendidos durante a pandemia. (Reprodução)

São Paulo - Com a chegada da pandemia no Brasil, os brasileiros, além de prevenir o contágio da Covid-19, também redobraram os cuidados com outras doenças. Segundo o Farmácias APP, aplicativo de venda online de saúde e beleza, os analgésicos e antitérmicos foram os mais comprados durante a pandemia, com 6,5% das vendas total de medicamentos.

Na mesma linha, os anti-inflamatórios estão na segunda colocação com 4,7% das vendas. Em seguida, medicamentos para doenças cardiovasculares (como pressão alta) e contraceptivos hormonais aparecem com 4,3% e 3,6% da totalidade. Por fim, completa o top 5 os remédios para congestão nasal somando 2,8%.

Analisando por faturamento, os antidepressivos foram os que mais geraram receita, sendo responsáveis por 5% do total de medicamentos, apesar de ser apenas o 11º em quantidade. Com maior volume de vendas, os analgésicos e antitérmicos foram a segunda classe que mais faturou com 4,2% da totalidade. Completando, medicamentos para colesterol e triglicérides registraram 3,8% do faturamento total.

“Os números mostram que os brasileiros buscaram mais os medicamentos que tratam doenças do cotidiano, como a dores e inflamações. Na contramão dos remédios mais comuns na rotina, medicamentos que combatem vermes e parasitas cresceram 147% nos dois primeiros meses de 2021, comparado ao mesmo bimestre do ano anterior”, afirma Renata Morais, coordenadora de marketing do Farmácias APP.

O estudo leva em conta o período entre fevereiro de 2020 a fevereiro de 2021 e contempla todo o varejo farmacêutico, tanto físico quanto digital.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte