Cidades | Covid-19

Com aumento de óbitos, três prefeituras maranhenses pedem licitação para compra de caixões

Os municípios de São Raimundo do Doca Bezerra, Pedro do Rosário e Igarapé do Meio pediram, além de urnas, a prestação de serviços funerários
Com informações do Blog Daniel Matos07/04/2021 às 08h58
Com aumento de óbitos, três prefeituras maranhenses pedem licitação para compra de caixões Os municípios de São Raimundo do Doca Bezerra, Pedro do Rosário e Igarapé do Meio pediram prestação de serviços funerários (De Jesus / O ESTADO)

São Luís – Com o aumento de óbitos ocasionados pela Covid-19, três prefeituras maranhenses pediram licitação para comprar caixões e realizar a contratação de serviços funerários. De acordo com o Diário Oficial do Estado, os municípios de São Raimundo do Doca Bezerra, Pedro do Rosário e Igarapé do Meio realizaram os pedidos entre os meses de fevereiro e março.

A primeira prefeitura a anunciar a intenção de adquirir caixões e serviços fúnebres na fase crítica da pandemia foi a de São Raimundo do Doca Bezerra, que lançou o certame em 15 de fevereiro deste ano, na modalidade pregão eletrônico para registro de preços, para futura e eventual compra de urnas funerárias, serviços de translado, vestuários (mortalhas) e serviços de tanatopraxia (conservação de corpos). Inicialmente, a licitação aconteceria dia 25 de fevereiro, às 9h, mas foi adiada para 3 de março, no mesmo horário.

A Prefeitura de Pedro do Rosário também abriu concorrência pública com a mesma finalidade, em 4 de março, na modalidade pregão presencial para registro de preços visando à aquisição de urnas funerárias, kit vestuário e translado. A abertura dos envelopes com as propostas das empresas concorrentes foi agendada para 22 de março.

Já Igarapé do Meio, abriu concorrência pública para fornecimento de urnas, em um total de 570 unidades, e prestação de serviços funerários. A modalidade escolhida para a licitação foi o pregão para registro de preços, sob a forma presencial, com abertura dos envelopes de proposta e habilitação marcada para a manhã dessa terca-feira (6). O contrato a ser firmado terá duração de 12 meses e o valor total da despesa é de R$ 663.200,30.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte