Cidades | Ação Resgate

CAPS AD realiza primeira ação de resgate de 2021

Completando dez anos, a ação aconteceu na Praça Deodoro e realizou cerca de 300 testes para Covid-19, além de resgatar 6 usuários de drogas em situação de rua
Bárbara Lauria / Equipe O Estado10/02/2021 às 13h43
CAPS AD realiza primeira ação de resgate de 2021Cerca de 300 testes para Covid-19 foram realizados (De Jesus / O ESTADO)

São Luís – Comemorando dez anos de Ação Resgate, o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas (CAPS AD) realizou a primeira edição de 2021, desta vez na Praça Deodoro, localizada na região do Centro de São Luís, onde foi realizado cerca de 300 testagens para Covid-19, além de hiv, sífilis, hepatite e glicemia.

A ação também possibilitou o resgate de seis usuários de drogas em situação de rua, que foram levados para internação e tratamento na Unidade de Acolhimento Estadua (UA). “esses trabalhos vão continuar acontecendo e esperamos poder continuar tendo sucesso nas próximas ações, pois fazemos esse trabalho justamente onde detectamos maior concentração de dependentes químicos, e no último levantamento foi apontado que na praça Deodoro existe cerca de 40 pessoas em situação de rua e com dependências química”, explicou o delegado Joviano Furtado.

A ação também contou com toda equipe do CAPS AD estadual, a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura e a Delegacia do delegado Joviano Furtado. Ao todo pelo menos 400 pessoas foram vacinadas contra Febre amarela, H1N1, Tríplice Viral e Tétano.

“Esta ação tem uma importância muito importante pois, além de possibilitar atendimento a pessoas com vulnerabilidade social e em situação de rua, ofertando internamento, ofertando medicações e ofertando cuidados psicológicos em aspectos gerais, pois se essas pessoas conseguem superar o vício as drogas, há uma promoção de saúde. Nosso objetivo, também, é aproximar os cuidados da saúde mental a sociedade”, destacou Marcelo Costa, presidente da CAPS AD.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte