Geral | Direitos

Dia Internacional das Pessoas com Deficiência é lembrado nesta quinta, 3

Segundo pesquisa da Catho, 46% acreditam que o foco no cumprimento da Lei de Cotas é o maior impeditivo para a inclusão no mercado de trabalho
03/12/2020 às 07h31
Dia Internacional das Pessoas com Deficiência é lembrado nesta quinta, 3 (Divulgação)

São Paulo - Em meio à pandemia, a reivindicação por oportunidades para profissionais com deficiência se tornou ainda mais necessária. É o que mostra pesquisa da Catho realizada com mais de 1,4 mil pessoas com deficiência. Nesta quinta-feira, 3, é lembrado o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

De acordo com o levantamento, para 71% dos profissionais, a oferta de vagas para o mercado de trabalho está retraída ou praticamente inexistente neste momento de pandemia. Para além do momento de incerteza, os respondentes acreditam que o foco das empresas em apenas cumprir da Lei de Cotas é o maior impeditivo para a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Mesmo sendo parte expressiva da população brasileira, os mais de 45 milhões de brasileiros com deficiência ainda lidam com o preconceito e a exclusão no ambiente corporativo. Para os profissionais, a falta de perspectiva de carreira (56%) e a sensação de ser apenas um funcionário de cota (46%) são os fatores que mais os fazem desistir de um trabalho.

Ainda segundo a pesquisa, para que esse cenário mude, as pessoas com deficiência acreditam ser necessário que empresas olhem mais para fatores como salário compatível com a qualificação do profissional (65%), plano de carreira (50%) e bom ambiente de trabalho (43%).

Mutirão virtual de emprego

Atuando de maneira ativa na luta por inclusão há anos, no Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, a empresa promove de maneira online e gratuita o Mutirão de Empregos #MinhaVagaPorDireito voltado exclusivamente para esse público com oferta de vagas e apoio de grandes empresas como Ambev, Burger King, Vivo, CCR, Grupo Almaviva, Santa Causa, Consolidar e Santo Caos.

Neste ano, a programação do evento contará com workshop sobre como ter o currículo de sucesso, palestras com recrutadores e especialistas, além de painel com influenciadores e revisão de currículos.

O evento contará, também, com o sorteio de consulta on-line (telemedicina). A ação visa aumentar o número de profissionais com laudo, visto que segundo pesquisa da Catho, 72% já tiveram problemas na hora de ser contratado devido ao documento.

Na segunda edição do evento, o mutirão tem como principal proposta colocar em prática o manifesto do Minha Vaga Por Direito, movimento da Catho que, desde 2018, reivindica mais oportunidades ao profissional com deficiência. Em 2019, na primeira edição, mais de mil vagas de emprego foram ofertadas.

“O mutirão tem o objetivo de tornar em ação efetiva nossos esforços com relação a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Para nós, o evento acontece como um impulsionador de empregabilidade para esse público que está em busca de oportunidades, é capacitado mas, esbarra, muitas vezes, na invisibilidade e discriminação. Sendo assim nosso propósito é contribuir para que esses profissionais sejam cada vez mais vistos, ainda mais agora com a pandemia e imposição de mais dificuldades”, afirma Morais.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte