Geral | Oportunidade

Ministério da Educação lança curso de práticas e produção de texto para professores

Visando professores da alfabetização, o curso será online e terá 12 módulos
Com informações do MEC17/11/2020 às 10h05
Ministério da Educação lança curso de práticas e produção de texto para professoresVisando professores da alfabetização, o curso será online e terá 12 módulos (Reprodução / Livro foto criado por mego-studio - br.freepik.com)

BRASÍLIA – Em celebração ao dia da alfabetização, comemorado no último sábado (14), o Ministério da Educação (MEC), em parceria com a Secretária da Alfabetização (Sealf), lançou curso em práticas de produção textual para professores do 2º ao 5º ano do ensino fundamental. Estruturada em apoio com a Universidade Federal de Goiás (UFG) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), a capacitação será oferecida em plataforma online, em 12 módulos. Os interessados poderão fazer as inscrições a partir deste sábado (14), por meio do site do Avamec.

Para este mês ainda, está previsto o lançamento de uma primeira versão em português de um aplicativo que tem alcançado, em diferentes países, resultados significativos no apoio à alfabetização. Ao utilizar aparelhos celulares, tablets e computadores, o aplicativo dará aos alunos a oportunidade de praticar, na escola ou em casa, atividades educativas que reforçam a consciência fonológica e o conhecimento alfabético.

Como outra iniciativa do programa Tempo de Aprender, também será lançado um curso de capacitação de educadores sobre alfabetização baseada na ciência e que conciliará conhecimentos científicos e práticas pedagógicas. O curso será realizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) por meio de uma parceria com a Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) e com o Instituto Politécnico do Porto (IPP), importantes instituições de Portugal.

Também está previsto para dezembro o lançamento do Relatório Nacional de Alfabetização Baseada em Evidências (Renabe), documento que irá analisar dados científicos a respeito de alfabetização, de literacia e de numeracia, e ainda apresentar recomendações para melhorar a formação inicial e continuada de professores e de suas práticas de alfabetização. Outra iniciativa em desenvolvimento são as tratativas para adesão do Brasil ao Trends in International Mathematics and Science Study (TIMSS), uma avaliação internacional para avaliação do desempenho de alunos nas áreas de matemática e ciências.

“Tudo isso é sinal de que a PNA e as iniciativas do MEC, por meio da Sealf, estão induzindo mudanças”, declarou Nadalim.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte