Saúde

Funcionários da Santa Casa fazem protesto reivindicando salários atrasados

Profissionais também cobraram o pagamento do vale-transporte, que está atrasado há três meses

Bárbara Lauria com Kethlen Mata

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h19
Trabalhadores da Santa Casa durante protesto
Trabalhadores da Santa Casa durante protesto (Protesto)

SÃO LUÍS – Na manhã desta sexta-feira, 14, por volta das 8h, profissionais da Santa Casa de Misericórdia, se reuniram em frente da unidade para reivindicar o salário do mês de junho, que está atrasado, o vale-transporte que não está sendo repassado há três meses, e a falta de alguns materiais básicos na unidade.

De acordo com a presidente do Sindisaúde-MA (Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem e Trabalhadores em Estabelecimentos em Saúde do Estado do Maranhão), Dulce Mary dos Santos Sarmento, revela que na unidade estão faltando materiais básicos, até mesmo para realizar o trabalho diário. “Não tem alimentação, não tem café, não tem água, enfim, a situação é caótica”, afirma.

Segundo Dulce Mary, os trabalhadores receberam o salário do mês de junho agora em agosto. “Eles não estão mais suportando, então hoje foi realizada uma pequena manifestação, ninguém da direção compareceu. Marcamos uma reunião com o diretor Abdon Murad para a próxima segunda-feira, 17”, frisa.

O Estado entrou em contato com a direção do hospital, mas até o momento não obteve resposta.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.