Geral | Educação

Aluno de Pedagogia da UFMA cria canal no Youtube para ensinar Libras

Acadêmico do Campus de Imperatriz publicou a primeira aula no dia 19 de junho, quando abordou o alfabeto datilológico
25/07/2020 às 16h54
Aluno de Pedagogia da UFMA cria canal no Youtube para ensinar LibrasMax Rhuab de Andrade ensina libras em seu canal no Youtube (Divulgação)

O aluno Max Rhuan de Andrade, do 7° período do curso de Pedagogia da Universidade Federal do Maranhão do Câmpus Imperatriz, criou um canal na plataforma do Youtube para ensinar a Língua Brasileira de Sinais (Libras) para outras pessoas. A primeira aula foi publicada no dia 19 de junho e teve como tema inicial o Alfabeto Datilológico e o canal já contabiliza mais de mil visualizações.

“As pessoas me cobravam aulas de Libras pelo fato de eu dominar a língua. Então com toda essa problemática da covid-19, tive a ideia de criar um canal que pudesse ajudar pessoas que tivessem interesse em aprender libras”, comentou Max, que faz toda a edição, com apoio do professor, tradutor e intérprete Jean Carlos, que ajuda gravando e preparando as aulas.

O objetivo do canal é oferecer aos ouvintes e aos surdos que não são alfabetizados em libras, a oportunidade de aprender essa nova língua, proporcionando a essas pessoas a se apropriar da segunda língua oficial do país. O projeto começou em janeiro deste ano, inicialmente de forma presencial, porém com o avanço do novo coronavírus as aulas tiveram que ser canceladas, daí surgiu a ideia de criar vídeos e distribuir na internet.

Solidariedade

Para o estudante, a importância de fazer um projeto como esse vai além de um simples crescimento pessoal. Ele enxerga nisso uma possiblidade de usar seu aprendizado para ajudar outras pessoas. “Durante muito tempo a sociedade vê o surdo como ‘um problema’ e, às vezes, até tem medo de se aproximar dele por conta da comunicação. Com o acesso ao canal no Youtube as pessoas terão a possibilidade de aprender uma nova língua”, explicou.

Para ele, colocar em prática seus conhecimentos adquiridos na academia irá sensibilizar as pessoas sobre a importância das necessidades dos surdos nos mais diversos âmbitos da aprendizagem de Libras. “Esta é uma nova expectativa de inclusão do indivíduo surdo por meio de sua língua natural, indivíduos esses que foram excluídos devido à total falta de comunicação. Essa modalidade de ensino e aprendizagem vai facilitar demais aos inscritos, já que os interessados têm afinidade com o meio virtual”, comentou.

Além disso, Max Rhuan, diz que o canal também está adaptado ao formato de ensino virtual. “A acessibilidade de estudar em qualquer lugar que tenha internet é um benefício inovador e democrático. A flexibilidade permite que a pessoa estude a qualquer momento, dando a possibilidade de organizar seu horário de estudos, até mesmo para aprender a Língua Brasileira de Sinais”, concluiu.

Desenvolvimento

Jean Carlos comentou que o projeto com Max Rhuan vai ajudar bastante as pessoas a conhecer mais sobre Libras. “A importância do trabalho desenvolvido é porque as pessoas vão ter a oportunidade de aprender a Língua Brasileira de Sinais, ensinado por um surdo. E hoje, aprender essa língua é fundamental para o desenvolvimento dos aspectos social e emocional de não apenas do deficiente auditivo, mas das outras pessoas que também fazem parte desse convívio”, destaca o intérprete e tradutor.

No Youtube, os vídeos podem ser vistos no canal “Max Rhuan Libras” ou você pode acessar por aqui. O canal já contabiliza com mais de 200 inscritos e a ideia inicial é que os vídeos sejam postados uma vez por semana.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte