Política | Educação

Procuradoria quer investigar currículo de Carlos Decotelli

Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União enviou representação à Corte pedindo investigação sobre ''possíveis prejuízos'' aos cofres públicos na nomeação do novo titular do MEC
Agência Estado30/06/2020

Brasília -O Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) enviou representação à Corte pedindo investigação sobre 'possíveis prejuízos' aos cofres públicos na nomeação de Carlos Decotelli para o Ministério da Educação (MEC) e o período em que teria cursado, mas não concluído, o doutorado na Argentina. As apurações ocorrem em meio a denúncias contra o currículo do substituto de Abraham Weintraub.

Estamos vivendo uma situação onde o senso de coletividade, a prevenção e conscientização são fundamentais. Em momentos como esse, a informação não tem preço. Por esse motivo o jornal O Estado está liberando o acesso gratuito a todo o seu conteúdo. Fique em casa e bem informado. Leia O Estado.

Já tenho cadastro

entrar

Ainda não tenho cadastro

Cadastre-se

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte