Alternativo | Cinema brasileiro

Site reúne filmes dirigidos por cineastas brasileiras em mostra

Mostra Mulheres no Audiovisual" exibe online 25 longas e 13 curtas até dia 13 de julho
18/06/2020 às 08h37
Site reúne filmes dirigidos por cineastas brasileiras em mostraCena do filme "Quero botar meu bloco na rua", de Adriana Dutra (Divulgação)

SÃO PAULO- Já está em cartaz, no INFF - Inffinito Film Festival, a “Mostra Mulheres do Audiovisual”, evento digital e gratuito que apresenta 25 longas e 13 curtas-metragens de realizadoras brasileiras, como Anna Muylaert, Rosane Svartman, Tizuka Yamasaki, Sandra Kogut, Mini Kerti, Sabrina Rosa, Flávia Castro, Christiane Jatahy, Adriana L. Dutra, Tata Amaral, entre outras. Os filmes, alguns deles inéditos, representam a presença feminina no audiovisual e provocam a reflexão sobre igualdade de gênero no setor.

Todos os filmes da “Mostra Mulheres do Audiovisual” poderão ser assistidos pela internet, na plataforma inff.online. Os longas passam em horários marcados, e ficam disponíveis por quatro horas a partir da estreia. Além de clássicos dirigidos ou produzidos ou escritos por mulheres, os destaques são os longas inéditos E Além de Tudo me Deixou Mudo o Violão, de Anna Muylaert; Quero Botar Meu Bloco na Rua, de Adriana L. Dutra; e Reviver, de Patricia Niedermeier. Clique aqui para acessar fotos dos três longas.

Os curtas poderão ser assistidos a qualquer momento até o final da mostra, no dia 13 de julho.

"A Mostra Mulheres do Audiovisual Brasileiro tem o objetivo de jogar luz nas profissionais do setor, reconhecer seus talentos e ampliar o debate da importância de um espaço igualitário no mercado", diz a curadora do evento, Adriana L. Dutra, que realiza há 25 anos o Circuito Inffinito de Festivais, junto com as sócias, Cláudia Dutra e Viviane Spinelli.

"Ao longo da história da indústria audiovisual, a mulher por muito tempo não fez parte das funções por trás das câmeras, reflexo de uma sociedade machista que vem sendo questionada e reconstruída. Atualmente, a mulher vem conquistando posições mas sua participação ainda é ínfima. Para se ter uma ideia, no Brasil, segundo a última pesquisa feita pela Ancine em 2016, as mulheres dirigiram apenas 19% dos filmes brasileiros lançados no ano e nenhuma mulher negra assinou a direção de um longa-metragem. Em roteiro as mulheres representam 15% e o maior percentual da participação feminina está na produção executiva com 39%, enquanto em direção de fotografia elas ocupam somente 5% do mercado", diz Adriana.

O INFF - Inffinito Film Festival, que começou no mês passado com a Mostra Domingos Oliveira, faz parte do Circuito Inffinito de Festivais, que há 25 anos é pioneiro na realização de mostras internacionais de cinema brasileiro, em cidades como Miami, Nova York, Buenos Aires, Montevidéu, Londres, Barcelona e Canudos, no sertão da Bahia. A programação inclui lives com produtoras, diretoras, roteiristas e atrizes com filmes que compõem a mostra: Thalita Rebouças, Sabrina Rosa, Luana Piovani, Lucy Barreto e Gabriela Amaral Almeida.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte