Inquérito

Mais 4 delegados serão ouvidos em inquérito de intervenção na PF

Investigação apura as acusações feitas pelo ex-ministro Sergio Moro contra o presidente Bolsonaro

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h20
Acusações de Sergio Moro vêm sendo investigadas
Acusações de Sergio Moro vêm sendo investigadas (Sergio Moro)

Brasília

A Polícia Federal (PF) agendou para a próxima semana mais quatro depoimentos de delegados no inquérito sobre as acusações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro de que o presidente Jair Bolsonaro tentava interferir politicamente na entidade.

O primeiro depoimento será do delegado Claudio Ferreira Gomes, diretor de inteligência da Polícia Federal, na terça-feira (19), às 15h.

Na quarta-feira (20), serão ouvidos o superintendente da PF em Minas Gerais, Cairo Costa Duarte; Rodrigo Morais, delegado que comandou as investigações sobre o atentado sofrido pelo então candidato Jair Bolsonaro; e o recém-nomeado diretor-executivo da PF, Carlos Henrique Oliveira, que prestou depoimento na quarta (13), mas pediu para ser ouvido novamente.

Carlos Henrique Oliveira, até esta terça (12) superintendente da Polícia Federal e nomeado na quarta (13) diretor-executivo da PF, desmentiu o presidente Bolsonaro em dois trechos do depoimento.

Primeiro, ao falar sobre seu antecessor, Ricardo Saadi. Em agosto de 2019, o presidente Jair Bolsonaro disse que queria trocá-lo da superintendência da PF no Rio por problemas de gestão e produtividade, e isso resultou na substituição de Saadi.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.