Cidades | reforma e concessão

SESI tem projeto aprovado no programa "Adote um Casarão"

Centro Tecnológico e Cultural da Indústria em São Luís será criado, com laboratórios de robótica e inovação, espaços destinados à cultura e também à alimentação saudável
22/01/2020 às 18h57
SESI tem projeto aprovado no programa "Adote um Casarão"Casarão onde funciona a Junta Comercial será o Centro Tecnológico e Cultural (Divulgação)

O prédio histórico onde atualmente funciona a Junta Comercial do Maranhão (Jucema), na Praça João Lisboa, será muito em breve o entro Tecnológico e Cultural da Indústria. O espaço terá laboratórios de robótica e inovação, espaços destinados à cultura e alimentação saudável. A proposta técnica do centro foi aprovada o edital do Programa Adote um Casarão, divulgada hoje, 22.

O diretor regional do SESI, Edilson Baldez das Neves, e o superintendente regional do Serviço Social da Indústria do Maranhão (Sesi-MA), Diogo Lima, comemoram a aprovação da proposta técnica do Centro Tecnológico e Cultural da Indústria do Sesi no edital do Programa Adote um Casarão, do Governo do Estado, divulgada nesta quarta (22), por meio da Secretaria de Cidades e Desenvolvimento Urbano.

A iniciativa do Centro do Sesi contou com a participação efetiva do Sinduscon-MA, por meio do seu presidente, Fábio Nahuz, que também é vice-presidente a Fiema, e competiu com outras quatro propostas, consagrando-se campeã por contemplar laboratórios de robótica e inovação, espaços destinados à cultura e também à alimentação saudável. No local, ainda funcionará um museu interativo da indústria e um espaço de exibições diversas para a cultura maranhense.

O Centro Tecnológico e Cultural da Indústria de São Luís será instalado no casarão localizado na Praça João Lisboa, 328, onde atualmente funciona a Junta Comercial do Maranhão (Jucema). O pré-projeto contou com o acompanhamento das equipes de saúde e educação do SESI por meio das colaboradoras Janaína Pereira e Elayne Cristina Brito. O projeto arquitetônico foi assinado pelos arquitetos Roberto Furtado e Ana Carolina Costa, e contou com o apoio da equipe técnica do Sesi.

O edital prevê a reforma e concessão de imóveis do Estado, situados no Centro Histórico de São Luís, a iniciativa faz parte do programa Nosso Centro, que contempla uma série de ações para a revitalização da região central da capital maranhense.

Segundo o presidente da Fiema e diretor regional do Sesi-MA, Edilson Baldez das Neves, o Centro Tecnológico e Cultural do SESI funcionará no coração da cidade e será um importante espaço onde a entidade mostrará todos os seus serviços à comunidade, além de proporcionar a sociedade conhecer um pouco da história da indústria maranhense com um museu interativo. “Estamos felizes com o resultado da seleção do edital e esperamos criar um espaço moderno e de referência do SESI como existem em outros estados”, destacou Baldez.

De acordo com Rubens Júnior, houve ainda uma avaliação criteriosa de todas as propostas, observando as diretrizes do Programa. “Priorizamos a avaliação dos projetos, levando em consideração a importância do Centro Histórico para a dinâmica da cidade. Com isso, além da geração direta de empregos vamos estimular ainda mais circulação de visitantes e moradores na região”, explicou.

No total o programa disponibilizou 11 imóveis públicos, totalizando cerca de 4,5 mil metros quadrados de área útil no Centro Histórico de São Luís. Mais de 200 pessoas físicas e representantes de empresas e instituições interessadas visitaram os casarões entre julho e setembro de 2019.

Para o vice-presidente da FIEMA e presidente do Sinduscon-MA, Fábio Nahuz, “o Centro Tecnológico e Cultural da Indústria do Sesi vai se tornar um importante aparelho de educação, empreendedorismo, cultura e lazer para o maranhense e para quem visita o Maranhão, um verdadeiro cartão de visitas do Sesi-MA”.

“A nossa expectativa é criar um espaço moderno, interativo, cultural e que siga os padrões dos centros culturais do SESI de outras capitais. Estamos felizes com a aprovação do edital e agradecemos o empenho de toda equipe do SESI nessa nova e importante empreitada!”, finalizou Diogo Lima, superintendente do SESI.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte