Cidades | Solidariedade

Casa que acolhe paciente com HIV sobrevive de doações

Espaço localizado na Jordoa funciona como casa de passagem; venda de bonecas e chaveiros ajuda na manutenção do espaço
13/01/2020

São Luís - A casa de apoio Acolher, que recebe pacientes jovens, adultos e crianças com diagnóstico de HIV/Aids, é um espaço aberto a pessoas que fazem o tratamento em São Luís. A casa, criada pelo Grupo de Ação pela Solidariedade Humana (GASH) funciona há um ano e quatro meses e vive de doações.
Localizada no bairro Jordoa, funciona como casa de passagem, ou seja, oferece atendimento apenas durante o dia.
Segundo Allison Ferreira, que coordena o projeto ao lado de Paulo Ribeiro, no local são atendidos, diariamente, cerca de 30 pessoas que recebem café, almoço e lanches, além de apoio psicológico, jurídico e social. “Mais de 80% das pessoas que atendemos na casa são prevenientes do interior do Estado. A maioria vem pré-agendada pelo Hospital Presidente Vargas, localizado nas proximidades da casa e que trata estes pacientes. Eles chegam para as consultas ou exames e como não têm onde ficar, os recebemos aqui”, conta Allison Ferreira.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte