O Mundo | Novo Ano

Mundo saúda novo ano com protestos e incêndio

Em Hong Kong as autoridades cancelaram a exibição de fogos citando preocupação com a segurança, já que os protestos continuam no país; na Austrália incêndios causam mortes
Reuters02/01/2020

SYDNEY - O mundo entrou o novo ano com espetaculares fogos de artifício de Sydney a Tóquio, embora as celebrações na Austrália tenham sido ofuscadas por incêndios fatais e o clima festivo em Hong Kong e na Índia tenha sido atenuado por protestos.
Cerca de um milhão de pessoas lotaram o porto de Sydney e os distritos próximos para assistir a mais de 100 mil fogos de artifício explodirem sobre a cidade, mesmo quando milhares de pessoas ao longo da costa leste da Austrália procuravam refúgio dos incêndios nas praias.
Milhares em Hong Kong que receberam 2020 em passeios iluminados por neon no pitoresco Victoria Harbour começaram a gritar palavras de ordem pró-democracia logo após a contagem regressiva para a meia-noite.
As autoridades de Hong Kong cancelaram a principal exibição de fogos de artifício à meia-noite pela primeira vez em uma década, citando preocupações de segurança. Em vez disso, ocorreu uma “Sinfonia de Luzes”, envolvendo projeções nos arranha-céus mais altos da cidade, enquanto pirotecnia de menor escala foi lançada dos telhados à beira-mar.
Sydney decidiu seguir adiante com seus fogos de artifício, apesar das solicitações de parte da população para que o show fosse cancelado em solidariedade às áreas atingidas pelo fogo em Nova Gales do Sul, da qual a cidade é a capital.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte