Polícia | Julgamento

Acusado de matar médico atropelado é condenado a 9 anos de prisão

Ele também teve a CNH suspensa pelo período de 1 ano; médico foi atropelado quando pagava promessa por ter se curado de um câncer
Nelson Melo / O Estado04/12/2019

Foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão, em regime semiaberto, durante julgamento realizado na segunda-feira, 2, em Paço do Lumiar (região metropolitana de São Luís), Gilson Carlos Barros Ferreira. Ele estava sendo acusado da morte do médico urologista Luís Carlos Cantanhede, na MA-204, que dá acesso a São José de Ribamar, no dia 25 de março de 2018, quando a vítima seguia a pé na rodovia em pagamento a uma promessa por ter se curado de um câncer.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte