Polícia | Em Paço do Lumiar

Acusado de matar os servidores da Cemar vai a julgamento

Pablo Martins, o De Menor, será submetido a júri popular no fórum de Paço do Lumiar pelo crime praticado no Sítio Natureza, com ajuda de seu irmão
Ismael Araújo03/10/2019
Acusado de matar os servidores da Cemar vai a julgamentoPablo Martins, o de Menor, será julgado hoje em Paço do Lumiar (Divulgação)

O faccionado Pablo Martins, o De Menor, de 18 anos, vai a julgamento nesta quinta-feira, 3, no Fórum Tácito da Silveira Caldas da comarca de Paço do Lumiar, pelo assassinato dos funcionários de uma empresa prestadora de serviço para a Cemar, João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva. O duplo homicídio ocorreu no dia 15 de janeiro deste ano, no Sítio Natureza, naquela cidade.

O julgamento vai ser presidido pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Paço do Lumiar, Roberto de Paula. Durante a sessão, as testemunhas e o acusado serão ouvidos pelo magistrado e em seguida a defesa e os representantes do Ministério Público farão as alegações finais. Após estes procedimentos, o juiz vai proferir a sentença.

De acordo com o processo, Pablo Martins, o De Menor, em companhia de seu irmão, um adolescente de 16 anos, praticaram esse crime de forma brutal, sem dar oportunidade de defesa às vítimas. Os funcionários da empresa terceirizada foram assassinados pelo fato de terem cortado a energia elétrica da residência da namorada do acusado, no Sítio Natureza.

De Menor ficou revoltado com o fato, já o seu filho, recém-nascido, teria ficado sem ventilador. Ele, então, decidiu convocar o seu irmão, um adolescente de 16 anos, para praticarem o crime. Os dois saíram a procura dos servidores de corte e ao encontrarem, desferiram vários tiros contra eles que estava dentro do carro

Pablo Martins está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas desde o dia 22 de janeiro, data da sua prisão. Já o seu irmão foi apreendido antes, no dia 17 de janeiro, pela Polícia Civil na residência de uma tia, no Paranã, em Paço do Lumiar.

O adolescente foi apresentado na SHPP, na Beira Mar, e hoje cumpre medida sócio educativa em uma das unidades da Fundação da Criança do do Adolescente (Funac). Ele, inclusive, será uma das testemunhas a serem ouvidas hoje, na sessão de julgamento.

Esse adolescente, quando de sua apreensão, afirmou na polícia que no dia do crime estava jogando videogame em companhia de colegas na Rua A, no Sítio Natureza, quando foi procurado por De Menor para cometerem o crime.

Mais crime

A polícia ainda ontem não havia conseguido prender o acusado de ter executado o ex-presidiário Matheus Lima Soares, de 22 anos, fato ocorrido na noite de terça-feira, 1º, nas proximidades de uma quadra poliesportiva, na Vila Cafeteira, em Paço do Lumiar.

De acordo com a polícia, a vítima, que cumpria pena pelo crime de tráfico de entorpecente no Presídio São Luís II, em Pedrinhas, havia saído no dia 22 de maio por meio de uma ordem judicial. Na noite de terça-feira, Matheus Lima estava na quadra aguardando a sua vez para jogar futebol quando foi abordado pelo criminoso.

A vítima levou vários tiros e morreu no local. Policiais militares foram acionados e realizaram rondas, mas não conseguiu prender o acusado. O corpo do jovem foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga, para ser autopsiado e na manhã de ontem foi liberado para os familiares. A equipe da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP) está investigando o caso.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte