CONSCIÊNCIA AMBIENTAL

Dia Mundial de Limpeza das Praias mobiliza centenas de pessoas em SL

Ação objetiva fomentar a conscientização ambiental da sociedade por meio da coleta de resíduos descartados de forma incorreta em áreas públicas; nesta edição, atividade foi realizada na praia Ponta d'Areia, até o Espigão Costeiro, além da Praia da Guia

MONALISA BENAVENUTO / O ESTADO

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h23

Grupos de famílias, amigos, estudantes e colegas de trabalho, mobilizadas pela conscientização ambiental, participaram da ação promovida, na manhã de ontem (22), para limpeza da Ponta d'Areia ao Espigão Costeiro e Praia da Guia. A iniciativa, alusiva ao Dia Mundial da Limpeza de Praia, criada pela organização Ocean Conservancy - celebrada, anualmente, no terceiro sábado de setembro - objetiva, além da coleta de resíduos descartados de forma incorreta na região costeira, chamar atenção da população sobre a poluição do meio ambiente e suas consequências para a saúde dos ecossistemas. Na edição de 2018 mais de 45 toneladas de lixo foram retiradas do trecho do Prolongamento ao Parquinho da Avenida Litorânea.
Sejam eliminados diretamente na faixa de areia ou nas ruas da cidade, o lixo descartado de maneira errada tem o mesmo destino: as praias. Isto porque, esses materiais são drenados, por exemplo, pela água da chuva até os rios, que, por sua vez, deságuam nos mares e, com o movimento das águas, parte permanece submersa, ameaçando vidas marinhas, e outra parte é regurgitada na faixa de areia, causando incomodo visual e riscos à vida humana, dentre tantos outros prejuízos.

Mobilização
Diante deste cenário, ativistas e simpatizantes à causa ambiental promovem ações de limpeza de regiões costeiras em todo o mundo. Em São Luís, dentre tantas atividades de mobilização neste sentido, o Dia Mundial de Limpeza de Praias, é um destaque. Promovido pela Prefeitura da capital, a ação reuniu, na edição deste ano, realizada ontem, centenas de pessoas motivadas para reverter a realidade de poluição da orla, ainda comum na cidade, e, também, promover conscientização, como destacou a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Estrela.
“Nem todo o lixo que vai parar nas praias foi descartado irregularmente ali. A ação dos ventos, das chuvas, dos cursos d'água pode fazer com que o lixo descartado irregularmente em determinado ponto vá parar na orla, por isso, esta é uma ação de conscientização em relação ao manejo adequado do lixo e de preservação ambiental. Essa ação, sobretudo, tem um condão de mostrar para a sociedade a importância de fazermos o descarte corretamente ambientalmente adequado, a importância de preservar nossas praias e também entender como é feito o trabalho de limpeza urbana em São Luís”, esclareceu

Conscientização
Quanto mais cedo a conscientização ambiental é incentivada, melhor o resultado alcançado e já que as crianças de hoje são os adultos de amanhã, a forma mais efetiva de inspirar boas atitudes é dividir momentos assim com os pequenos. Pensando nisso, um grupo de mães do Grêmio Maranhense se mobilizou e fez questão de participar do Dia Mundial de Limpeza de Praias junto aos filhos.
“Assim que ficamos sabendo da ação, nos mobilizamos para participar, porque é, realmente, algo muito interessante. Já no caminho viemos conversando com eles, explicando algumas coisas. Como eles são atletas, precisam levar uma vida saudável e, para isso, precisam estar em um ambiente saudável, que é isso aqui. Ver uma praia limpa, os animais se desenvolvendo adequadamente, não sendo prejudicados por materiais que nós produzimos e assim vai. É uma responsabilidade que deve ser nossa, não só do governo, da prefeitura. Tem que partir de dentro da nossa casa”, ressaltou a enfermeira e mãe, Amanda Oliveira.

Plásticos
Dentre os resíduos coletados pelos voluntários, a quantidade de materiais plásticos se destaca, principalmente canudos. Em menos de dez minutos de atividade, a nutricionista e simpatizante da causa ambiental, Francy Anne Câmara recolheu grande quantidade de canudos entre as pedras e faixa de areia da praia. Para ela, que além de não consumir o material e outros utensílios plásticos, passou a produzir artesanalmente e comercializar canudos de bambu com a ajuda do filho, Pablo Câmara, de 14 anos, o resultado da ação só reforça a importância de rever hábitos prejudiciais à natureza e substituí-los por práticas saudáveis.
“Cuidar do meio ambiente não é só uma questão de conceito, de modinha. É uma questão de pensar no futuro dos jovens, das crianças, de tudo. Eu gosto muito de tudo o que está relacionado ao meio ambiente e incentivo essa conscientização no meu filho. Isso nos motivou a produzir nossos canudos e buscar uma forma realmente ecológica e, pesquisando, descobrimos o canudo de bambu, que pode ser feito de forma totalmente artesanal e não exige gasto de energia, água. A gente também evita o uso de sacos plásticos e todos esses produtos descartáveis. É a forma que encontramos de cuidar do planeta”, contou a nutricionista.

Balanço 2018
Em 2018, a ação ocorreu no trecho do Prolongamento ao Parquinho da Avenida Litorânea e recolheu mais de 45 toneladas de resíduos que foram coletados pela população de São Luís junto com os agentes de limpeza urbana. Em dezembro, uma nova ação do tipo foi realizada. Intitulada de Dia D de Limpeza de Praia, a atividade recolheu mais de 37 toneladas de resíduos da praia, oriundos do descarte irregular.

SAIBA MAIS

Dia Mundial

O Dia Mundial da Limpeza de Praia é ação de voluntariado mundial realizada no mês de setembro, com o objetivo de recolher das praias, praças e outros espaços de convivência todos os resíduos descartados irregularmente. Em São Luís, este ano, a ação é realizada com o apoio de vários grupos voluntariados que já promoveram atividades do tipo na cidade.
Em 2018, a ação ocorreu na Avenida Litorânea. Este ano, a ação ocorreu da Ponta d'Areia ao Espigão Costeiro e na Praia da Guia, na área Itaqui-Bacanga. A mudança tem o objetivo de contemplar outros pontos da orla da cidade, chamando a atenção da população para os problemas causados pelo descarte irregular.

A atividade integra ainda o Programa Lixo Fora d'Água, fruto de uma parceria internacional firmada entre a Prefeitura de São Luís e a Associação Internacional de Resíduos Sólidos (ISWA, na sigla em inglês), entidade sueca representada no Brasil pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe). A parceria foi firmada durante a Conferência Internacional de Prevenção e Combate ao Lixo no Mar, que ocorreu em São Luís no mês de julho, fazendo da cidade a primeira capital brasileira a assinar o acordo.

NÚMEROS

1.500 pessoas entre sociedade civil, entidades e estudantes, participaram da ação
1.801 quilos de resíduos recicláveis foram recolhidos na Ponta d’Areia e Praia da Guia
986 quilos de resíduos recicláveis, 72 quilos de coco e 15 quilos de vidro foram recolhidos na Ponta d’Areia; na Praia da Guia foram recolhidos 728 quilos de resíduos

Dia Mundial de Limpeza das Praias mobiliza centenas de pessoas em São Luís

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.