Treinamento

Cães da Senarc ajudam no combate ao tráfico de drogas

Este ano os cães da reça Pastor Malinois já conseguiram localiza mais de 70 kg na capital e 160 kg em nove ações no interior, inclusive no presídio regional de Coroatá

Ismael Araújo

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h23
Um dos animais da Senarc farejando em busca de droga durante operação policial
Um dos animais da Senarc farejando em busca de droga durante operação policial (animais)

SÃO LUÍS - Cada vez é mais frequente cães da raça Pastor Malinois serem utilizados nas operações policiais, desempenhando funções de detecção de drogas, armas de fogo e materiais explosivos. No Maranhão, a Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc) mantém uma Seção de Cinofilia que no momento, possui dois cães.

Ainda ontem, esses cães orientados pelos policiais passaram por um intenso treinamento na sede da Senarc, no Bairro de Fátima. Um dos treinamentos foi o de farejamento por drogas, material explosivo e armamento de grosso calibre.

A polícia informou que um dos cães já conseguiu localizar mais de 70 kg de maconha no bairro do Anil. Em julho, em uma operação da Senarc, os cães ajudaram a encontrar 5 kg de droga em um terreno baldio, na Vila Isabel Cafeteira.

Somente este ano, os cães da Senarc já participaram de nove operações em todo o estado e já conseguiram localizar 160 kg de maconha, além de 500 gramas de crack, 100 gramas de cocaína em uma vistoria preventiva no Presídio Regional de Coroatá.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.