Polícia | Julgamento

Jhonathan é absolvido pela morte de detento no Complexo de Pedrinhas

Condenado a 25 anos pela morte de Décio Sá, réu se livrou pela morte de Alan Kardec; ele será julgado dia 26, no Piauí, no caso Fábio Brasil
Ismael Araújo10/09/2019

SÃO LUÍS - O Corpo de Jurados do 1ª Tribunal do Júri absolveu, ontem, Jhonathan de Sousa Silva pela morte do presidiário do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, Alan Kardec Dias Mota, fato ocorrido no dia 7 de janeiro do ano passado. Jhonathan Silva está preso em Pedrinhas cumprido pena de 25 anos e três meses de reclusão pelo assassinato do jornalista e repórter de O Estado, Décio Sá, que ocorreu no dia 23 de abril de 2012, na avenida Litorânea.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte