Polícia | Prisão

Acusada de crime em Imperatriz é presa 18 anos depois

Celma Lígia de Sousa Nunes é acusado de ter matado o seu primo, Homero dos Santos Dias por envenenamento e somente agora foi por decisão da Justiça
Ismael Araújo07/09/2019

IMPERATRIZ - Celma Lígia de Sousa Nunes, de 47 anos, foi presa nesta sexta-feira, 6, na cidade de Imperatriz, acusada de matar o próprio primo, identificado como Homero dos Santos Dias, por envenenamento.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte