COLUNA SOCIAL

Pergentino Holanda

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h23
FERNANDA e Antônio Carlos Mendonça na badalada festa Wine Celebration. Na semana seguinte o casal viajou com a filha Adriana e seu marido Vaz Filho e estão fazendo um cruzeiro pela Grécia e suas milhares de ilhas espalhadas pelos mares Egeu e Jônico. Bastante influente na antiguidade, a nação é considerada o berço da civilização ocidental
FERNANDA e Antônio Carlos Mendonça na badalada festa Wine Celebration. Na semana seguinte o casal viajou com a filha Adriana e seu marido Vaz Filho e estão fazendo um cruzeiro pela Grécia e suas milhares de ilhas espalhadas pelos mares Egeu e Jônico. Bastante influente na antiguidade, a nação é considerada o berço da civilização ocidental
O vice-prefeito de Caxias, Paulo Marinho Jr., com sua mulher Rosi Lopes saboreando os quitutes do Tasca Café, no Golden Shopping Calhau, que faz sucesso com uma grande oferta de doces, salgados, croissants com recheios variados, sucos naturais e outras delícias
O vice-prefeito de Caxias, Paulo Marinho Jr., com sua mulher Rosi Lopes saboreando os quitutes do Tasca Café, no Golden Shopping Calhau, que faz sucesso com uma grande oferta de doces, salgados, croissants com recheios variados, sucos naturais e outras delícias
Casal que raramente circula pelos lugares da moda, Sílvia (nascida Coutinho) e Sérgio Nogueira Santos pontificavam ontem no almoço do bistrô Alameda Trinta
Casal que raramente circula pelos lugares da moda, Sílvia (nascida Coutinho) e Sérgio Nogueira Santos pontificavam ontem no almoço do bistrô Alameda Trinta

Crônicas de Serejo
O desembargador Lourival Serejo está com um novo livro na praça: “Mistérios de uma cidade invisível”, lançado na última sexta-feira, na Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA).
Escritor, poeta, jurista, membro da Academia Maranhense de Letras e presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Maranhão, Lourival é autor de mais 22 títulos lançados entre os anos de 1997 e 2016.
Na obra, Serejo reúne 90 crônicas publicadas em jornais de São Luís. Todas elas trazem nuances de uma cidade onde pairam trajetórias de pessoas ilustres, enigmas e histórias secretas, construídas e vivenciadas durante séculos e gerações.
O escritor José Ewerton Neto é quem assina o prefácio, no
qual afirma que “tanto as realidades como os mistérios de uma cidade – invisíveis ou reais – ficam ao nosso alcance quando um autor possui o dom das duas: o da poesia e o da crônica ao mesmo tempo, caso específico de Lourival Serejo”.

Sorriso Saudável
Iniciadas as ações educativas do projeto Sorriso Saudável, promovido pelo Serviço Social da Indústria do Maranhão (SESI-MA), entidade do Sistema Fiema, na escola SESI Anna Adelaide Belo.
O projeto desenvolvido pela Unidade SESI de Segurança e Saúde no Trabalho tem o objetivo de implantar uma educação preventiva, atuando junto à comunidade escolar, promovendo orientações e informações essenciais, para o desenvolvimento de hábitos saudáveis que previnem e evitam as doenças bucais.
A ação conta com palestras educativas, adoção de medidas preventivas, (acompanhamentos e orientações técnicas de escovação e do uso do fio dental e alimentação saudável).
A educação em saúde bucal vem sendo inserida no cotidiano das pessoas, levando-as a conscientização de que a boca é tão importante quanto o resto do corpo, e que isso contribui na melhoria da saúde bucal de cada indivíduo.

Consumo é desafio
O PIB brasileiro deverá seguir no azul até o fim do ano, apesar da existência de riscos no horizonte, apontam analistas.
A projeção mais recente de representantes do mercado financeiro é de que a economia subirá 0,8% em 2019.
A estimativa, que integra o relatório Focus, do Banco Central (BC), foi divulgada na segunda-feira.

O ressuscitador
O PIB reagiu, a reforma da Previdência avança e outras boas notícias vêm do governo. Mas, desde que assumiu, nosso presidente tem demonstrado uma capacidade ímpar de jogar luz sobre quem jazia nas sombras, ou para elas se encaminhava.
Emmanuel Macron, por exemplo, virou o grande líder mundial na defesa da Amazônia depois que o Bolsonaro abriu o palco para ele. O presidente francês certamente estourou um champanhe em homenagem
ao colega brasileiro.
O presidente da OAB nacional, Felipe Santa Cruz, ficou famoso e ganhou apoio depois que Bolsonaro fez insinuações grosseiras sobre as circunstâncias da morte de seu pai. Até o Festival de Cinema de Gramado reviveu os bons tempos da luta política e foi outra vez para as manchetes.
A dupla personalidade do governo Bolsonaro me faz lembrar O médico e o Monstro. Quem é o médico e quem é o monstro? Pergunta lá no Posto Ipiranga.

Doação de mechas
A empresária Danielle Braide Maciel mobilizou seu staff do Dot Beauty e suas clientes para uma grande ação de doação de mechas que em breve se tornarão perucas para as pacientes que estão em tratamento no Hospital do Câncer Aldenora Bello, que faz parte da Fundação Antônio Dino. Aricia Dino, coordenadora de Captação de recursos e projetos da Fundação Antônio Dino foi quem recebeu a doação de mais de 50 mechas e ressaltou a importância de ações como essa.

TRIVIAL VARIADO

Quem desembarcou ontem em São Luís para fazer um périplo pelos gabinetes mais importantes da política maranhense foi o vereador André Jardins, aclamado
como uma das mais atuantes lideranças da ala jovem da política de Presidente Dutra.

Grupo animado no almoço de ontem do bistrô Alameda Trinta reunia na mesma mesa, Thatiana e César Bandeira, Tiana e Clorisval Gomes Pereira, Ana Lúcia e Amaro Santana Leite, que esta semana vão circular pelo Rio e São Paulo. Em outra mesa, Deia e Luiz Campos Paes.

Governo interveio em seis de 12 nomeações de reitores de universidades federais este ano. Prova definitiva de que está aberta a guerra contra a esquerda.

A Comissão Especial da Reforma Tributária, da Câmara dos Deputados, terá audiência pública na terça-feira para debater com especialistas. Entre os convidados, o presidente do Instituto Reformar de Estudos Políticos e Tributários, Germano Rigotto.

A colônia maranhense no Rio de Janeiro teve um encontro festivo e muito alegre, sábado, na residência de Elvira Bona e Murilo Albuquerque, em Copacabana. O casal recebeu para um almoço comemorativo dos 73 anos do anfitrião.

Jacira e Joaquim Haickel já colocaram na agenda: desembarcam dia 7 de setembro em Las Vegas para aplaudir o último show do ano do famoso cantor e compositor inglês Elton John.

Já de volta à Ilha, após duas semanas em São Paulo, Rosimar e José Carlos Salgueiro voltam as atenções, agora, a celebração das Bodas de Ouro do seu casamento, dia 25 de outubro, sexta-feira, no Hotel Blue Tree Tower´s.

DE RELANCE

Tributo a Cazuza
O Teatro Alcione Nazareth recebe nesta quarta-feira, dia 4, um espetáculo musical e teatral dirigido pelo professor João de Deus Vieira Barros, professor titular da UFMA no campo da arte, cultura e imaginário na Educação. Trata-se de uma montagem com base no cantor e compositor Cazuza, um dos frutos da tese de pós-doutorado do professor, defendida junto à Universidade Federal Fluminense (UFF/RJ), sob a supervisão da profa. dra. Iduína Chaves. O projeto envolve membros da comunidade de São José de Ribamar, cidade de origem e de residência do educador e artista multimídia.

Tributo a Cazuza 2
O espetáculo multimídia utilizará elementos da música, teatro, dança, performance, fotografia, dublagem e artes plásticas. O tema geral do tributo é o olhar oximorônico de Cazuza para a vida. Tal qual a figura de linguagem Cazuza procurou durante toda a sua existência conciliar pares de opostos: prazer e dor, alegria e tristeza, sombra e luz, crueldade e inocência, passado e futuro, etc., na busca da felicidade. Esses pares de opostos aparecem tanto em sua obra poética quanto em suas letras de músicas, altamente metafóricas.

Tributo a Cazuza 3
Em sua tese de pós-doutorado, uma das constatações mais instigantes que o professor João de Deus realizou foi o fato de Cazuza poder ser considerado um “educador pelas imagens”, tal qual Gilberto Freyre, objeto da tese de doutorado defendida na USP, pelo mesmo professor. Cazuza tanto em suas entrevistas quanto em seus textos, poemas e canções nos brinda com “metáforas educativas”, como concluiu o educador da UFMA.

Bruna em São Luís
É grande a expectativa entre os que estudam dança nesta Capital a chegada de nossa mais bem-sucedida bailarina, Bruna Gaglianone, que brilha atualmente como estrela do Bolshoi, famosa companhia de ballet russa. Hoje e amanhã, ela realiza um MasterClass, a convite da Prodanz, num evento que é uma oportunidade única para quem deseja saber sobre a experiência no palco e na vida de quem faz parte da maior companhia de ballet do mundo. Os dois dias serão para muito aprendizado, pois além do bate-papo enriquecedor, também farão parte da programação: aula de ballet, variação clássica de repertório e uma sessão de fotos e autógrafos.

Sem censura
“O que é bom a gente mostra, o que não é a gente omite.” A frase foi dita pelo embaixador Rubens Ricupero, então ministro da Fazenda, no dia 1º de setembro de 1994, durante conversa com o apresentador Carlos Monforte, no estúdio da TV Globo. Eles se preparavam para o começo de uma entrevista. Os microfones estavam abertos e a declaração de Ricupero foi ouvida pelos que captavam o sinal da antena parabólica. Passados 25 anos do episódio da antena parabólica, vê-se uma diferença: o presidente Jair Bolsonaro não omite nada em suas declarações.

Reconhecimento
Técnicos da Unesco virão ao Brasil, dentro de duas semanas, para conhecer o Sítio Roberto Burle Marx, na zona Oeste do Rio de Janeiro. Foi onde o paisagista trabalhou e morou. Guarda coleção com mais de 3 mil e 500 espécies de plantas tropicais e deverá ter a candidatura a patrimônio mundial confirmada. Burle Marx era comunista e teve a casa assaltada na metade da década de 1960. Surpreendido, perguntou o que procuravam e a resposta veio rápida: “O ouro de Moscou”. Naquela época, a expressão era usada para identificar e atacar os adeptos da Cortina de Ferro. Marx não tinha nem ouro nem lata.

Chuvas e trovoadas
A proposta de orçamento, divulgada pelo Ministério da Economia, traz previsão de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), ainda otimista, de 2,17 por cento no próximo ano. A estimativa há três meses era de 2,74 por cento. Significa que haverá queda na arrecadação de tributos. As despesas obrigatórias do governo federal, incluindo a folha de pagamento dos servidores, representam 96 por cento. O valor total do orçamento somará 1 trilhão e 644 bilhões de reais. Com isso, será pequena a margem de manobra para fazer investimentos. Não mais do que 19 bilhões de reais.

Para escrever na pedra:
“Não há pessoas mais vazias do que as que vivem cheias de si.” De Benjamin Wbichate.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.