Política | Espionagem

Deputado quer federalizar investigação contra Portela

Aluisio Mendes ameaçou decretar a prisão de secretário em caso de desrespeito a qualquer autoridade na Câmara
Ronaldo Rocha da editoria de Política20/06/2019

O deputado federal Aluisio Mendes (Podemos) afirmou, ontem, na tribuna da Câmara dos Deputados, que vai pedir a federalização das investigações contra o secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela (PCdoB).
Portela – que vai participar de audiência na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado - é acusado pelos delegados de Polícia Civil, Tiago Bardal [ex-superintende de Investigações Criminais do Maranhão] e Ney Anderson Gaspar [ex-chefe do Departamento de Combate ao Crime Organizado], de determinar investigações clandestinas contra, pelo menos, quatro desembargadores do Tribunal de Justiça (TJ), seus respectivos assessores e familiares e até de lideranças políticas, a exemplo do senador Roberto Rocha (PSDB) – adversário político do chefe do Executivo – governador Flávio Dino (PCdoB).
“Eu faço aqui um conselho ao governador Flávio Dino que afaste imediatamente […] do comando da Secretaria de Segurança Pública, para que possam ser apuradas essas denúncias. Porque aqui, em Brasília, nós iremos pedir a federalização dessa investigação, por total falta de isenção do sistema de Segurança Pública em investigar o seu próprio chefe. Esse é o intuito da vinda desses delegados aqui”, disse.
O posicionamento de Aluisio ocorre depois de Jefferson Portela ter feito ilações, em blogs alinhados ao Palácio dos Leões, sobre membros da bancada maranhense no Congresso Nacional. Sem citar nomes, ele afirmou que irá revelar “coisas que estão escondidas aqui”. Ele fez referência ao crime organizado e ao contrabando de cigarros.
Para Aluisio Mendes, a postura do secretário não o intimida. Ele afirmou que Portela tem atuado de forma irresponsável, ao tentar atingir autoridades do Congresso Nacional.
“O senhor Portela tem atacado todos, no intuito de intimidar parlamentares, autoridades que pretendem averiguar a veracidade dessas graves denúncias. Achando que a melhor defesa é o ataque, ele tem atacado a todos indiscriminadamente. Eu gostaria de deixar um alerta ao senhor Jefferson Portela: ele não intimida ninguém. Não assusta ninguém. Até porque o ato de maior virilidade e de coragem do senhor Jefferson Portela que se tem conhecimento, é chutar e esmurrar fotografias instaladas na Secretaria de Segurança Pública, nos quadros de ex-secretários”, pontuou.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte