O País | Rio de Janeiro

Militares que fuzilaram carro com 80 tiros têm prisão preventiva decretada

Decisão foi tomada pela Justiça Militar após audiência de custódia
O Estado MA10/04/2019 às 16h22
Militares que fuzilaram carro com 80 tiros têm prisão preventiva decretadaAutomóvel fuzilado por policiais no Rio (Reprodução)

A juíza Mariana Queiroz Aquino, da 1ª auditoria da Justiça Militar, no Rio de Janeiro, ordenou a prisão preventiva de nove militares envolvidos na morte do músico Evaldo dos Santos Rosa no domingo 7. O carro ocupado pelo músico foi alvejado por 80 tiros de fuzil.

Dez militares participaram da ação, mas um deles teve a prisão revogada.

Na audiência de custódia que determinou as prisões foram ouvidos o 2º tenente Ítalo da Silva Nunes Romualdo, o 3º sargento Fábio Henrique Souza Braz da Silva e os soldados Gabriel Christian Honorato, Matheus Santanna Claudino, Leonardo Delfino Costa, Marlos Conseição da Silva, João Lucas da Costa Gonçalo, Leonardo Oliveira de Souza, Gabriel da Silva de Barros Lins e Vitor Borges de Oliveira. O cabo Paulo Henrique Araújo Leite e o soldado Willian Patrick Pinto Nascimento, que não haviam sido detidos em flagrante, também prestaram depoimento.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte