PH | COLUNA SOCIAL

Pergentino Holanda

07/03/2019

Os excessos
Por que as pessoas brigam no Carnaval? É a pergunta que mais se houve na ressaca da folia do reinado de Momo.
Este não é um comentário moralista contra o álcool. É apenas a constatação de que algumas pessoas não sabem beber. Não é só uma questão de quantidade. Conheço gente que bebe e fica doce, comunicativa e engraçada. Em outros, a bebida desperta um monstro. Na verdade, o álcool tira o
freio de algo que já está lá.
Há também outras drogas, mas me atenho apenas à lícita e mais popular. Para vivermos em sociedade, precisamos reprimir instintos. Para muitos, o Carnaval é válvula de escape desse esforço contra o animal. O autocontrole - também conhecido como superego - se dissolve com cerveja, uísque, vodca e gim.
É aí que complica.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte