Política | Preocupação

Secretário municipal teme que fechamento do hospital em Matões do Norte superlote Socorrões na capital

Lula Fylho tem criticado a política Estadual de saúde que vem encerrando atendimento em unidades de saúde no interior do estado.
Equipe de Política de O Estado13/02/2019 às 10h10
Secretário municipal teme que fechamento do hospital em Matões do Norte superlote Socorrões na capitalSecretário de Saúde de São Luís, Lula Fylho. (Divulgação)

MATÕES DO NORTE - Em entrevista ao radialista Marcial Lima, o secretário de Saúde de São Luís, Lula Fylho, afirmou que o fechamento do Hospital em Matões do Norte, que de acordo com o Governo do Maranhão se deve a uma reforma na unidade, agrave o problema de superlotação nos Socorrões I e II da capital maranhense.

De acordo com o gestor, a demanda oriunda do interior deverá procurar assistência na cidade enquanto a unidade de Matões do Norte estiver com as atividades suspensas.

Segundo Lula Fylho, os Socorrões não comportariam novos pacientes de outras cidades.

“A gente precisa entender que os Socorrões não são causa dos problemas, e sim efeito. Muitas vezes de uma demanda que vem do interior buscar assistência aqui em São Luís", disse.

Até o momento, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, ainda não se manifestou sobre a declaração do gestor ludovicense.

Em requerimento aprovado ontem, o Governo terá que dar explicações acerca do fechamento da unidade.

Nas últimas horas, protestos foram registrados na cidade. O último fechou parcialmente a BR-135, principal rodovia que corta o Estado.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.