SEM ESTRUTURA

Ponte perigosa ameaça segurança na Ivar Saldanha

Ponte, que liga os bairros por meio da Rua Marly Sarney, foi construída há cerca de 40 anos

MONALISA BENAVENUTO / O ESTADO

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h26

Uma ponte de madeira construída na Rua Marly Sarney, de forma emergencial, para ligar os bairros Ivar Saldanha e Vila Palmeira, em São Luís, tornou-se alternativa efetiva para moradores da região e já atinge seus 40 anos. De acordo com moradores, apesar de visitas frequentes feitas por gestores e representantes públicos, nenhuma medida foi tomada e, ao longo do tempo, a própria população é quem realiza a manutenção da estrutura para garantir a passagem, mas não tem sido suficiente para evitar acidentes no local.

Segundo moradores, motos, ciclistas e pedestres já caíram da ponte que, de maneira vulnerável, foi construída por volta dos anos 1970. “O perigo é maior nos dias de chuva, porque a madeira fica lisa e, prin­cipalmente, idosos deslizam e acabam caindo no córrego”, afirmou o técnico em próteses Valdine Oliveira, que há cerca de 20 anos convive com a situação. “Quando acontece uma emergência é preciso dar a volta pela Avenida dos Franceses. Se for caso de vida ou morte, a gente nem sabe o que esperar”.

Para quem participou da construção da ponte, já não há mais esperança de que um dia o problema seja solucionado. “Nós nos juntamos e cada um ajudou da forma que pô­de. De lá para cá, muitos políticos visitaram nossa rua, principalmente em períodos de campanha para pedir voto, mas ninguém fez nada. Só me­dem, começam a fazer uma coisa, mas a gente continua aqui, com a ponte de madeira”, lamentou o morador Charles da Costa.

Como destacado pelo morador, as promessas de soluções para o problema são periódicas e, além de gerar descrença, constrangem a população. “Parece que estão zombando da gente. Já veio vereador aqui que nos prometeu até tábuas, para ‘melhorarmos’ a ponte e nem isso fez. Viramos piada para eles. É vergonhoso”, contou Valdine Oliveira.

Uma empresa que presta serviços à Prefeitura de São Luís chegou a efetuar medições e até iniciar obras no local, onde duas estruturas foram construídas nas extremidades da ponte, mas, até o momento, o serviço segue sem conclusão. “Eles fizeram a primeira estrutura uns quatro me­ses atrás e há umas duas semanas fizeram a outra e só. Eles somem e não dão nenhuma satisfação e explicação para nós”, ressaltou Oliveira.

O Estado manteve contato com Gestão Municipal, para questionar quais medidas estão sendo tomadas para solucionar o problema de acesso da Rua Marly Sarney, mas até o fechamento desta edição, não obteve retorno.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.