Estado Econômico

Sete previsões da CNI para a economia brasileira

Estimativa positiva só se confirmará se o novo governo fizer ajustes
05/01/2019

A edição especial do Informe Conjuntural - Economia Brasileira, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), prevê que o desempenho da economia e da indústria neste ano será melhor do que em 2018.
Ao mesmo tempo, a CNI observa que essa estimativa positiva só se confirmará se o novo governo fizer o ajuste duradouro nas contas públicas, avançar nas reformas estruturantes, como a previdenciária e a tributária, e adotar medidas para melhorar o ambiente de negócios, entre as quais estão a desburocratização.
Nas sete previsões da CNI para este ano, a primeira diz que a economia crescerá 2,7%. Em outra, afirma que a indústria, com expansão de 3%, vai liderar esse crescimento tão esperado pela população brasileira. O setor deve fechar 2019 com uma expansão de 3%, impulsionada pelo aumento do consumo e dos investimentos.
A terceira previsão tem a perspectiva de que os investimentos aumentarão 6,5%, uma vez que segundo o indicador de intenção de investimentos da CNI, ao longo de 2018, mostrou que os empresários estão mais propensos a investir.
Outro ponto de otimismo é a projeção de que o consumo das famílias terá expansão de 2,9%. No caso do mercado de trabalho, a CNI prevê que a taxa de desemprego diminuirá para 11,4%, pois com a aceleração do crescimento prevista para este ano, as empresas devem contratar mais.
A sexta previsão diz que a inflação será de 4,1%, abaixo da meta do governo e a sétima e última, que a taxa média de juros será de 6,83% ao ano. Que se confirme então essa tendência projetada pela CNI.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte