Cidades | acordo

Rodoviários e patrões estabelecem acordo de 7% de reajuste salarial

Foi estabelecido o acordo de reajuste de 7%, que será concedido aos trabalhadores, a partir do próximo mês de janeiro
OESTADOMA.COM / com informações da assessoria19/12/2018 às 12h30
Rodoviários e patrões estabelecem acordo de 7% de reajuste salarialA reunião ocorreu na manhã desta segunda (17) (Biné Morais / O ESTADO)

SÃO LUÍS - Mais uma vez, Rodoviários e empresários voltaram a se encontrar no Tribunal Regional do Trabalho. Inicialmente, a palavra foi concedida ao Presidente do SET, Gilson Neto, que trouxe uma nova proposta para a mesa de negociação, 5% de reajuste em cima dos salários e de outros benefícios garantidos aos trabalhadores.

Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários, reconheceu que até aqui, houve avanço nas negociações, mas o representante dos trabalhadores foi enfático em afirmar, que ainda não havia possibilidade de fechar um acordo com a proposta apresentada pelos patrões.

O Desembargador do Trabalho, Gerson de Oliveira, levantou a hipótese dessa proposta avançar um pouco mais, para que as questões econômicas da nova Convenção Coletiva de Trabalho, pudessem ser definidas, ainda nesta audiência, que foi marcada por ser a última, antes do recesso do judiciário.

É importante esclarecer que em relação aos demais pontos, como por exemplo, a extinção da função de cobrador, o Desembargador do Trabalho, sugeriu que a questão fosse debatida posteriormente, ou seja, a partir do próximo ano, já que ele entende que o fim de uma atividade, não pode ser discutida em uma ou duas audiências, fora que existe uma lei municipal que proíbe a exclusão da função de cobrador do sistema.

Após as duas categorias conversarem particularmente, os Rodoviários defendiam reajuste salarial de 8% e em cima de outros benefícios. Os patrões sustentavam os 5% de reajuste. Como o impasse parecia que não ia ser resolvido, o Desembargador Gerson de Oliveira apresentou uma proposta intermediária de 7% de aumento salarial. Depois de retomadas as discussões, foi estabelecido o acordo de reajuste de 7%, que será concedido aos trabalhadores, a partir do próximo mês de janeiro. O percentual só foi aceito pela diretoria do Sindicato dos Rodoviários, mediante a garantia de manutenção da função de cobrador e mais a disponibilização integral, do plano de saúde.

“Saímos desta audiência com a sensação de dever cumprido. Depois de mais de 120 dias em intensas negociações, conseguimos garantir a nossa categoria, 7% de reajuste salarial e em cima do ticket alimentação; a garantia integral do planos de saúde e odontológico aos trabalhadores e a permanência da função de cobrador no sistema. É importante ressaltar, que esse avanço nas negociações, só foi possível, graças ao empenho e eficiência do Desembargador Gerson de Oliveira, que soube conduzir muito bem as discussões. Sem dúvida, a mediação do Tribunal Regional do Trabalho foi fundamental, para que pudéssemos definir a nova Convenção Coletiva de Trabalho”, avalia Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte