Cidades | DESCASO

Saneamento: problemas podem ser solucionados com apoio particular

Levantamento da CNI mostra que só 12,1% da população do estado tem acesso à coleta de esgoto; em 2017, 82 municípios registraram doenças por falta de saneamento
MONALISA BENAVENUTO / O ESTADO08/11/2018

Após 11 anos da promulgação da Lei do Saneamento Básico, a realidade maranhense se opõe à média nacional no que se refere ao acesso à coleta de esgoto e abastecimento de água. É o que aponta um estudo realizado entre os anos de 2014 e 2016 pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), apresentado durante o “Seminário Saneamento 2019-2022” realizado ontem (7), em Brasília, que tratou da importância de ampliar os investimentos em serviços de água e esgoto à população para superar os graves índices hoje observados no país.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.