Cidades | Esconderijo

Imóvel em ruínas no Outeiro da Cruz é usado por bandidos

Na quarta-feira, 22, uma jovem foi assaltada e agredida por indivíduos que estavam no prédio
Daniel Júnior / O Estado25/08/2018

Em ruínas, o prédio que abrigou a Clínica São Francisco de Neuropsiquiatria, nas proximidades do Viaduto do Café, no Outeiro da Cruz, em São Luís, está servindo de esconderijo e ponto estratégico para criminosos. Há relatos de testemunhas, de que na última quarta-feira, dia 22, uma jovem que passava próximo ao local foi assaltada e agredida por dois indivíduos que estavam escondidos no imóvel.

Ontem, O Estado conseguiu entrar nas dependências do prédio, que está aberto. O cenário é de abandono: paredes destruídas, tetos danificados, peças de concreto quebradas, vegetação volumosa e muita sujeira. A fachada está sendo utilizada para fixar cartazes de candidatos a cargos políticos. De acordo com um trabalhador que preferiu não se identificar, por motivos óbvios, o imóvel é muito frequentando por estudantes, quando saem da escola.

“Antes, aqui era fechado. Mesmo assim, pulavam e roubavam coisas e objetos. Depois, quebraram tudo e está aberto. Vejo, principalmente no fim da tarde, muitos estudantes de escolas próximas, entrando aí. O que vão fazer, ninguém sabe. Nós, que trabalhamos aqui, ficamos sempre atentos, porque não sabemos quem vai entrar e sair daí”, frisou.

Esse mesmo trabalhador disse a O Estado que não vê a polícia fiscalizando o local. “Todos sabem que o que acontece em um prédio, na situação em que se encontra, não é nada de bom. Acho que a polícia deveria fiscalizar, entrar aí, pelo menos, uma vez por dia. Só vão fazer isso, quando acontecer alguma tragédia”, finalizou.

O Estado fez o contato com órgão responsável, para saber se órgão tomará alguma providência em relação ao prédio, mas até o fechamento desta edição não houve respostas.

SAIBA MAIS:

A Clínica São Francisco de Neuropsiquiatria, atualmente, está situada na Estrada da Mata, no bairro Jardim Tropical, em São José de Ribamar.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte