Deputada desafia

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h32

A deputada estadual Andrea Murad (MDB) lançou um desafio ao secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão (DEM), e ao governador Flávio Dino, que aparece em vídeo anunciando 730 escolas reformadas no Maranhão: quer a relação de todas as escolas supostamente reformadas.
- Não posso renunciar ao meu mandato porque pertence ao povo, mas farei uma retratação pública se me fornecerem a relação das 730 escolas reformadas, uma a cada dois dias, como afirmou Flávio Dino - escreveu Andrea, que reforçou o desafio cobrando do governador Flávio Dino e de Felipe Camarão a relação das escolas "com nome de cada uma, endereço completo, edital de licitação, valor, resenha do contrato publicado no D.O., ART do Crea, data do início das obras e conclusão da reforma".
Durante a semana, a deputada protocolou representação na Procuradoria Geral de Justiça solicitando que o Ministério Público inspecione o local e investigue a denúncia para que sejam tomadas as devidas providências. A parlamentar rebateu a nota de esclarecimento do secretário Camarão sobre as péssimas condições em que a Unidade Sousândrade se encontra desde que Flávio Dino entrou no governo.
- Há muito denuncio as mentiras dos feitos deste governo, inclusive, de sua secretaria. Notinhas e manifestações como essa que o senhor publicou em resposta à denúncia séria que fiz, do chiqueiro em que se encontra a escola estadual Sousândrade, no Lira, em condições fétidas desde 2015, não justificam nada, apenas confirmam a forma leviana e enganadora utilizada pelo governador Flávio Dino, que, sem ter resultados a apresentar e já no final do seu governo, parafraseando Goebbels, adota a tática de repetir uma mentira mil vezes para que se torne verdade. Lamentável que os secretários tenham esse comportamento, especialmente o senhor que tem formação jurídica. Não resistem a nada que é produzido nos porões da comunicação do governo e aceitam integrar essa organização criminosa que tem na mentira e na perseguição aos adversários seus instrumentos de enfrentamento - declarou Andrea.

Dá para acreditar?
O pedido de novas investigações no caso Décio baseiam-se, segundo noticiado nos último dias, em depoimento de José Raimundo Sales Chaves Júnior, o Júnior Bolinha.
Bolinha é acusado de ser um dos mandantes do crime - segundo a polícia e o MP, foi ele quem arregimentou os matadores do jornalista, assassinado em 2012.
Réu por homicídio no caso, ele agora acusa um promotor de haver direcionado as investigações. A questão é: dá para acreditar em Júnior Bolinha?

Funcionário
Sobre o assunto, o próprio Ministério Público do Maranhão posicionou-se na sexta-feira (23), por meio de nota oficial.
Diz o comunicado que o procurador-geral, Luiz Gonzaga Coelho, não pediu reabertura do caso, e que todos os depoimentos prestados foram juntados ao inquérito.
E mais: revela que o homem cujo depoimento teria sido omitido pelo promotor citado era, na verdade, funcionário de Júnior Bolinha à época.

Ficou para depois
Ficou para o dia 10 de abril o julgamento do processo de cassação da vereadora de Caxias Aureamélia Soares (PCdoB).
Esposa do secretário de Agricultura Familiar do Maranhão, Adelmo Soares (PCdoB), ela é acusada de comprar votos e até distribuir bebidas a estudantes na eleição de 2016.
Cassada pelo juiz de 1º grau, a comunista sustenta-se por meio de liminar, que deveria ser julgada durante a semana pelo TRE-MA.

Articulação
Disposto a deixar o PSD até o fechamento da janela partidária, o deputado estadual Alexandre Almeida tem praticamente encaminhado o seu destino: pode filiar-se ao PSDB.
A decisão ainda não está tomada, mas já houve conversas do parlamentar com o senador Roberto Rocha, atual presidente estadual da legenda.
Rocha será o candidato a governador dos tucanos e a ideia seria ter Almeida como companheiro de chapa.

Emenda
O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) homenageou o município de Balsas pelo aniversário do primeiro centenário da cidade.
O parlamentar cobrou atuação do Governo do Estado no município e assegurou emenda de R$ 500 mil para a infraestrutura da cidade.
Os recursos devem ser utilizados para a pavimentação de ruas e avenidas do município, que sofre com a falta de ações do poder público.

Constrangidos
Os deputados governistas Bira do Pindaré (PSB) e Zé Inácio (PT) se abstiveram na votação do projeto de lei que esvaziou o Conselho da Polícia Civil.
Oriundos de lutas sindicais, os parlamentares se sentiram constrangidos e optaram por não votar a proposta.
Faltaram independência e desprendimento, contudo, para votarem de forma contrária à proposta que ataca a democracia no Maranhão.

DE OLHO

R$ 260 milhões foi o total do aporte de capital feito pelo Governo do Estado na Caema entre fevereiro e março deste ano.

E MAIS

• A ex-governadora Roseana Sarney ganhou as redes, na sexta-feira, 23, em uma imagem em que aparece assistindo ao amistoso do Brasil contra a Rússia.

• O governador Flávio Dino (PCdoB) decidiu abrir o caixa do Estado para liberar convênios a prefeitos antes do início do período vedado pela lei eleitoral.

• Emissários do senador Edison Lobão (MDB) andaram sondando a possibilidade de o senador Roberto Rocha (PSDB) abdicar da sua pré-candidatura ao Governo do Maranhão.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.