Cidades | Paralisada

Obras do Governo em quadra de escola estão abandonadas

Serviços foram iniciados, mas abandonados em determinado ponto; há reclamações sobre situação
Natália Reis / O Estado27/02/2018
Obras do Governo em quadra de escola estão abandonadasÁgua parada se acumula nos espaços deixados para os alicerces (Biné Morais / O ESTADO)

As obras do Governo do Estado para a construção de uma quadra na Unidade Escolar Professor José Nascimento de Moraes, no Vinhais, escola da rede pública estadual de ensino, estão inacabadas e levando riscos aos estudantes. No local, há materiais como ferragens, montes de areia e pedras britas, que deveriam ser utilizados na construção da quadra, que foi iniciada, porém abandonada. A placa fixada na escola descreve a obra como uma quadra poliesportiva com recursos de mais de R$ 520 mil. O prazo de conclusão seria em 6 de abril do ano passado.

Com as chuvas dos últimos dias, há grande acúmulo de água nos pontos onde seriam construídos os alicerces da obra, que está com as ferragens instaladas. Professores e alunos se preocupam com a procriação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Uma professora que não quis se identificar disse que a situação está preocupando, inclusive, os pais dos estudantes daquela escola. “Quando chegam as reuniões de pais ou quando eles são chamados à escola, sempre há a conversa de que estão chateados e preocupados com o risco a que seus filhos são expostos. Além disso, as aulas de educação física precisam ser feitas no pátio da escola por não ter espaços ideais”, contou.

A Secretária de Estado da Educação foi procurada para explicar o motivo pelo qual a obra foi paralisada, o que foi feito com o recurso e se há prazo para ser retomada. Informou, por meio de nota, que em relação à construção da quadra do Centro de Ensino Nascimento de Moraes, bairro Vinhais, está fazendo gestão no FNDE/MEC, órgão responsável pelo financiamento da obra, para liberação, o mais breve possível, dos recursos para a retomada dos serviços.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte