PH

Capital Inicial vem a SLZ

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h36
Repórter PH, Flávia e Nilson Ferraz, Marilena e Zeca Belo, Melina e Luiz Carlos Cantanhede Fernandes, em noitada que registrou ainda as presenças de Mariane e Flávio Lima, Suzana e Omar Matos, Cristiana Vilas Boas e o Delegado Augusto Barros
Repórter PH, Flávia e Nilson Ferraz, Marilena e Zeca Belo, Melina e Luiz Carlos Cantanhede Fernandes, em noitada que registrou ainda as presenças de Mariane e Flávio Lima, Suzana e Omar Matos, Cristiana Vilas Boas e o Delegado Augusto Barros (PH01 H)

Após longos sete anos sem realizar shows em São Luís, a banda Capital Inicial vai aterrissar na cidade no dia 11 de outubro, para se apresentar no Iate Clube, na Península da Ponta d’Areia. O grupo vai movimentar a agenda do projeto Geração Brazuka, capitaneado pela Casa das Dunas, que, aliás, tirou a nota máxima com a dobradinha Humberto Gessenger e Dado Villa Lobos, no mesmo espaço, com um evento de tirar o chapéu. Os ingressos já estão sendo vendidos.

Os capítulos finais
É comum em filmes dirigidos por Alfred Hitchcock, mestre do suspense.
Na vida real, o ministro Edson Fachin gerou também um sentimento de ansiedade ao retardar a decisão sobre os pedidos de prisão do empresário Joesley Batista e do executivo Ricardo Saud, além do ex-procurador Marcelo Miller, auxiliar de Rodrigo Janot.
A opinião pública queria a antecipação do anúncio em meio à vontade de ver o trio na cadeia.
Fachin só se manifestou na manhã de ontem, deixando Miller de fora, quando o furacão político voltava a rondar Brasília.
Agora, os ventos vão arrancar dos farsantes a pele de cordeiro.

Direito Internacional
Vem aí o I Encontro Maranhense de Direito Internacional, no período de 12 a 15 de setembro, no Fórum Desembargador Sarney Costa, no Calhau.
O evento contemplará a realização de palestras ministradas por professores de renome nacional, discussões com a comunidade acadêmica sobre os temas apresentados, oferta de cursos de curta duração pelos palestrantes em suas áreas de especialidade, reunião em grupos de trabalho para apresentação, discussão de trabalhos acadêmicos e sua submissão para publicação em periódicos.
Entre os debatedores, estará o professor José Humberto Gomes de Oliveira, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), que participará de Mesa Redonda, no dia 13, às 19h, sobre o tema “Ensino e Pesquisa de Direito Internacional no Maranhão”, além de coordenar o Grupo de Trabalho “Dinâmicas em Direito Internacional”, na sexta-feira, às 13h, ao lado do professor Alexsandro Rahbani.

Ervanário
Empresários que atuam no segmento de segurança bancária em São Luís, comentavam ontem numa roda de bate-papo que se formou no cafezinho do São Luís Shopping, que acham muito estranho o caso da fortuna de
R$ 51 milhões estocada em dinheiro ter alcançado esse volume sem qualquer desconfiança de agentes reguladores de instituições financeiras.
Um correntista que precisa sacar R$ 10 mil em espécie já tem uma série de requisitos a cumprir. Se quiser R$ 1 milhão é mais complicado ainda. Imagina
R$ 50 milhões!
Todos eles acham que o Banco Central deve explicações. E os órgãos de fiscalização também.

Cálculo renal
Estima-se que entre 6% e 10% da população mundial sofra com esse problema que, sem o devido tratamento, coloca em risco o funcionamento dos dois filtros do organismo humano.
Segundo o médico radiologista Sylvio Batista, da Clínica Imedical, no Shopping da Ilha, do ponto de vista semântico, o termo “cálculo renal” é inadequado.
Melhor seria chamá-lo de cálculo das vias urinárias, uma vez que ele pode acometer qualquer ponto do aparelho urinário (rins, ureteres, bexiga urinária e uretra).

Cálculo renal
Estima-se que entre 6% e 10% da população mundial sofra com esse problema que, sem o devido tratamento, coloca em risco o funcionamento dos dois filtros do organismo humano.
Segundo o médico radiologista Sylvio Batista, da Clínica Imedical, no Shopping da Ilha, do ponto de vista semântico, o termo “cálculo renal” é inadequado.
Melhor seria chamá-lo de cálculo das vias urinárias, uma vez que ele pode acometer qualquer ponto do aparelho urinário (rins, ureteres, bexiga urinária e uretra).

Ave-símbolo
País campeão em espécies de aves – mais de 1.800 – desde 1968, o Brasil comemora, no dia 5 de outubro, o Dia da Ave. Mas, só em 2003, o País ganhou uma ave nacional, o sabiá-laranjeira (Turdus rufiventris), que foi a espécie escolhida pela popularidade que exerce na cultura e no folclore brasileiro.
Pela forte presença na literatura – vide a poesia do maranhense Gonçalves Dias – e no cancioneiro popular brasileiro, o sabiá é uma ave que está sempre na cabeça das pessoas de Norte a Sul do País. Daí todos terem aplaudido sua escolha como Ave Nacional do Brasil, porque seu canto maravilhoso ilustra a alma brasileira: alegre ou cheia de saudade.
Oficialmente, juntou-se aos quatro símbolos nacionais: bandeira, hino, brasão de armas e selo.
Apropriadas as escolhas, brasileiríssimo o sabiá. Representa-nos, como a andorinha a Áustria e a cegonha, a Alemanha.

Falsificação
Dinheiro em malas. Delatores delatados. O Brasil desmoraliza tudo, até mesmo o novo instituto da delação premiada. Suspeita-se que a própria PGR tenha se envolvido em ilícito, negociando com os delatores Wesley e Joesley, sinistros açougueiros de Goiás.
Nelson Rodrigues, o antropólogo da alma brasileira, referiu-se a Macunaíma para resumir a tendência tupiniquim à fraude, à desmoralização, ao escândalo:
– Se Drácula fosse brasileiro, falsificaria o seu produto e venderia groselha como se fosse sangue...

TRIVIAL VARIADO

Muito cuidado com o que você diz hoje porque tudo pode ser usado contra você mesmo um dia. Os elogios em várias oportunidades do então presidente Lula ao baiano Geddel Vieira Lima, suposto dono de R$ 51 milhões em espécie escondidos no apartamento de um amigo em Salvador, são mais provas contra Lula.

A expressão utilizada pelo procurador-geral da República, de que arremessaria flechas até o último dia do seu mandato à frente da PGR, fez surgir uma brincadeira, indicando que na verdade, pelo visto Janot usou bumerangues ao invés de flechas.

Por um erro de digitação, saiu como sendo de Miguel Viégas, as belas fotos que Marcus Studio fez do casamento de Mariana e Alexandre Machado, no Espaço 77, publicadas domingo no PH Revista.

Tome nota: a terceira parcela do Imposto Predial Territorial e Urbano (IPTU 2017), vence hoje. Os cidadãos devem ficar atentos às datas de quitação do tributo.

A jornalista e cantora Cecília Leite, que ontem foi vista almoçando com o secretário de turismo de Caxias, Fernando Santos, foi a única jornalista maranhense a testemunhar, em Nova York, o atentado ao World Trade Center, em 2001.

A maioria dos políticos brasileiros é formada por bilíngues: falam português e gritando.

O brasileiro está realizando menos ligações via WhatsApp. Os dados são da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box. Em comparação ao mesmo estudo realizado em janeiro, o número de usuários ativos mensais de chamadas de voz caiu de 65% para 56%.

José Dirceu, criticando a postura do ex-colega no Ministério de Lula, Antonio Palocci: “Não que não me custe dor, sofrimento, medo e às vezes pânico.
Mas prefiro morrer que rastejar e perder a dignidade”.

DE RELANCE

Temperatura vai subir
Os deputados federais vão pensar em si, na sessão plenária desta terça-feira. Haverá retomada da análise da proposta de emenda à Constituição em que se destaca a eliminação das coligações proporcionais.
A iniciativa diminuirá a chance dos nanicos, que costumam frequentar o balcão de negociação com os grandes partidos. Entrará também em discussão a criação do fundo público para o financiamento das campanhas. É a pretendida forma de garantir dinheiro para o contingente de candidatos demagogos.

Oito ou oitenta
Alvo de comentários de amor e ódio, em razão de suas constantes manifestações fortes sobre questões da atualidade política, o ministro Gilmar Mendes, que preside o Tribunal Superior Eleitoral, está desta vez sendo o motivo da rapidez com que o Congresso tem votado a proposta de reforma partidária. Na verdade,
os parlamentares temem que, se não fizerem a reforma, o ministro Gilmar Mendes vai faze-la, do seu modo.
Nem tudo o que o ministro afirma é criticável. Como, por exemplo, quando ele diz que alguns partidos, pelo seu perfil meramente comercial, deveriam estar “inscritos na junta comercial”.

O dilema
Sem mecanismos de controle para filtrar as milhares de filiações que acontecem em todo o país, depois do anúncio do ingresso do deputado Jair Bolsonaro, o Partido Ecológico Nacional, agora Patriotas, começa a enfrentar, inclusive no Maranhão, um problema de difícil solução: a infiltração de egressos de partidos de esquerda. Sem mecanismos para fazer esse controle,
o partido de Bolsonaro poderá ter uma corrente expressiva formada por militantes de esquerda, com capacidade de influir nas futuras decisões.

Não se sustenta
Os defensores do financiamento público de campanhas eleitorais afirmam que as condições de disputa serão menos desiguais. A pergunta, porém, é esta: se o governo federal enfrenta déficit de quase 160 bilhões de reais, onde achar o dinheiro?

Longa militância
Na década de 1970, Antonio Palocci integrou o movimento estudantil Libelu (Liberdade e Luta), de influência trotskista e conhecido por ter sido o primeira a difundir o slogan “Abaixo da ditadura” publicamente. Palocci teve como companheiros Luiz Gushiken, Reinaldo Azevedo, Miriam Leitão, Luis Favre e Demétrio Magnoli. Para o jornalista Paulo Henrique Amorim,
a Libelu desempenhou papel considerável na formação de quadros conservadores da política.

Condição indispensável
A imprensa detém a procuração de um direito que não é dela, mas do leitor. A sociedade deve conhecer os fatos e acontecimentos, investigados sob diferentes ângulos, sem a tutela de governos. Uma vez anulado o direito de ser informado, fica afastada a probabilidade de distribuição correta dos recursos políticos da sociedade.

Mudança de patamar
Empresários e jornalistas que acompanharam a visita do presidente Michel Temer (do Maranhão não tinha um representante sequer) retornaram com uma convicção:
a China não é mais apenas uma indústria de imitações de plástico. Em dez anos, evoluiu rapidamente para o estágio de produtos bem elaborados. O que não mudou: a maioria dos operários continua recebendo 3 dólares por dia.

Insegurança aos delatores
Estourou como uma bomba a decisão do criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, de assumiu a defesa do empresário Joesley Batista e do executivo Ricardo Saud, do grupo J&F, dono da JBS. Ele irá atuar na defesa dos dois, presos na manhã de ontem, perante o Supremo Tribunal Federal (STF) junto com os advogados que já atuam no caso. Em nota,
Kakay indicou que a quebra do acordo pela Procuradoria-Geral da República (PGR) vai causar “insegurança geral” para todos os delatores.

Vale refletir com Mário de Andrade:
“Minha obra toda badala assim: Brasileiros, chegou a hora de realizar o Brasil.”

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.