Pergentino Holanda

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h36
NETA E FILHA, respectivamente, do pintor José de Paula Barros, as senhoras Lourdinha Almeida e Maria Sardinha, que recebem amigos e amantes das artes plásticas na próxima quarta-feira na sede da AML para a noite de autógrafos da obra sobre o artista
NETA E FILHA, respectivamente, do pintor José de Paula Barros, as senhoras Lourdinha Almeida e Maria Sardinha, que recebem amigos e amantes das artes plásticas na próxima quarta-feira na sede da AML para a noite de autógrafos da obra sobre o artista
O presidente da Fiema, Edilson Baldez das Neves recebeu em seu gabinete, quarta-feira, a visita do presidente da Liga Nordeste de Clubes, Alexi Portela, ex-vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia e ex-presidente do Esporte Clube Vitória, da Bahia, e da gerente de eventos da TV Esporte Interativo, Luciana Antunes (foto). O atual dirigente esportivo veio pessoalmente agradecer a parceria firmada com a Fiema na cessão do auditório Alberto Abdalla para a realização do lançamento e do sorteio dos grupos da Copa do Nordeste 2018, que contará com a participação de dois times maranhenses
O presidente da Fiema, Edilson Baldez das Neves recebeu em seu gabinete, quarta-feira, a visita do presidente da Liga Nordeste de Clubes, Alexi Portela, ex-vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia e ex-presidente do Esporte Clube Vitória, da Bahia, e da gerente de eventos da TV Esporte Interativo, Luciana Antunes (foto). O atual dirigente esportivo veio pessoalmente agradecer a parceria firmada com a Fiema na cessão do auditório Alberto Abdalla para a realização do lançamento e do sorteio dos grupos da Copa do Nordeste 2018, que contará com a participação de dois times maranhenses

Em livro, a arte e a vida de um pintor
Em um país com tão pouca memória cultural, é louvável e importante a iniciativa da família do artista, que está lançando o livro “Revivescência: a vida e a arte dos Paula Barros”; e que consiste em uma importante pesquisa sobre a vida e a obra do pintor José de Paula Barros, que revolucionou as artes plásticas na metade do século XX e influenciou diversos artistas maranhenses.
Quem está à frente da publicação da obra, além da organização geral do evento na próxima quarta-feira, dia 13, na sede da Academia Maranhense de Letras, é Maria de Lourdes Almeida, que vem ser neta do artista por parte de mãe.
A obra foi escrita pelo pesquisador João Carlos Pimentel Cantanhede com detalhes importantes sobre o trabalho primoroso de Paula Barros e sua esposa, a também pintora Amina de Paula Barros.
A apresentação especial da obra será feita pelo acadêmico Eliézer Moreira Filho.

Kobra em São Luís
O palco onde ele brilha são as principais ruas do mundo. E o artista que mais ele admira é o inglês Bansky!
De pichador e grafiteiro em São Paulo onde nasceu, ele decolou como um cometa para a cena vanguardista e atual da arte urbana contemporânea.
Estamos falando do muralista Eduardo Kobra, que já deixou seu nome gravado no Guiness Book, e cujas obras encantam turistas e locais mundo afora, com instalações famosas em países como Japão, Rússia, EUA, França, Itália, Espanha, Inglaterra, Suécia, Polônia, Taiti, Emirados Árabes, México e Grécia. Suas mensagens e desenhos evocam a paz mundial, defendem a ecologia e eternizam símbolos culturais e personalidades mundiais.
Por aqui, suas obras se destacam em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro, e é dele o maior mural grafitado do mundo, localizado no Rio de Janeiro no Boulevard Olímpico – Porto Maravilha. O mural “Etnias – Todos Somos Um” foi um dos mais fotografados monumentos do país desde a sua inauguração no ano passado.

Kobra em São Luís 2
Esse ano, depois de lançar um livro sobre sua arte e acabar de chegar de uma temporada de pinturas na Europa, Eduardo Kobra mergulha essa semana em seu mais novo desafio – pintar um mural com temática maranhense, e que será localizado na Península da Ponta D´Areia, atendendo ao convite de uma empresa local.
Aos mais íntimos, Kobra confessou ainda estar em dúvida sobre o tema de seu mural na Ilha, já que a capital maranhense é rica em cultura, personalidades e símbolos. Mas seja o que for o tema escolhido, uma coisa é certa – esse mural tem tudo para virar o mais novo e belo cartão postal da nossa São Luís.

Não dá mais para adiar
O presidente interino da Câmara, André Fufuca, queria começar a votar, anteontem, o que chamam de reforma política. Deputado de primeiro mandato, não conhece ainda o ritmo das segundas-feiras em Brasília.
Ficaram para ontem as decisões sobre o fim das coligações nas eleições proporcionais, mais a criação da cláusula de desempenho para acesso a recursos do Fundo Partidário e ao horário gratuito de rádio e TV.
Trata-se de uma mudança eleitoral. Necessária, mas insuficiente para a verdadeira reforma que o País espera há muito tempo.

Palestra dia 12 no ISAN/FGV
Atualmente a área de RH das empresas deixou de ser a principal responsável pelo planejamento das nossas carreiras. Hoje, a responsabilidade pelo desenvolvimento profissional está em suas próprias mãos. Atenta às mudanças neste setor – e em busca sempre de aliar teoria a prática em seu programa de Pós-Graduação em Administração de Empresas – a FGV promove uma palestra com a Profa. Maguy Castro, sócia-diretora do escritório Caldwell Partners, em SP. O tema a ser abordado: “Vamos falar de construção de Carreira?”

TRIVIAL VARIADO
Levar a Justiça ao cidadão, dando a ele o acesso ao Juizado Especial Federal e ao Juizado Estadual. Esse é o objetivo do projeto “Expedição da Cidadania”, promovido pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) em parceria com outras entidades.

A Expedição leva juizados itinerantes e outras dezenas de atividades a populações no interior do Brasil. São ribeirinhos, pantaneiros, seringueiros, caipiras e caboclos que podem ter acesso aos serviços mais comuns como a emissão de certidão de nascimento, CPF, carteira de identidade, carteira de trabalho, título de eleitor e serviços previdenciários.

Em 2017, a região de Santo Amaro, no Maranhão, será a contemplada. A Expedição da Cidadania ocorrerá de 11 a 15 de setembro e contará com o apoio da Previdência Social.

No dia 10, a partir das 12h, no Bar principal da AABB, o Domingo Musical apresenta Sid Tempest cantando um repertório completo de músicas nacionais e internacionais.

O feriado da Independência do Brasil promete ser agradável nas unidades do Kitaro em São Luís. Hoje, por exemplo, o cantor Valdir Dias (voz e violão) se apresenta no restaurante do São Luís Shopping.

Centro é o nome preferido para substituir Democratas, que já se chamou Partido da Frente Liberal.

O samba-choro, sucesso de 1952 e interpretado por César de Alencar, está sendo relembrado agora pelos que dizem que haverá uma reforma política. O cantor fazia afirmações e perguntava: “Há sinceridade nisso?”. O coro respondia: “Não há, não há.”

Um dos filmes mais requisitados nos canais pagos, pelos que acompanham a política, é Um Instante de Inocência. Buscam na tela o que não encontram mais na vida real.

DE RELANCE

Reforço de peso
O ex-ministro do Turismo e ex-presidente do Sebrae Nacional Luiz Barreto atuará como consultor no desenvolvimento de estratégias da Rota das Emoções. Ele foi contratado para trabalhar no projeto de governança e desenvolvimento do roteiro turístico integrado que une o litoral do oeste do Maranhão, todo o litoral do Piauí e o litoral leste do Ceará e já participou de uma primeira reunião de alinhamento e planejamento em Barreirinhas com representantes dos três estados.

Imbatível
Apesar dos esforços, Donald Trump não consegue superar um dos antecessores. Em 2004, ao discursar em Washington, George W. Bush disse: “Nossos inimigos são inovadores e engenhosos, e nós também. Eles nunca param de pensar em novas maneiras de prejudicar nosso país e nosso povo. E nós também não”.

Ficam enrolados
Para tirar o sono dos irmãos Joesley e Wesley Batista, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, anunciou que vai abrir investigação sobre indícios de omissão de informações de práticas de crimes no acordo de delação premiada. Dependendo do resultado, os benefícios poderão ser cancelados, abrindo-se a chance de os megaempresários conhecerem o sol nascendo quadrado.

Falta transparência
As renúncias fiscais da União, este ano, chegarão a 284 bilhões de reais. Não é possível que continuem encobertas. Deveria haver, no mínimo, a divulgação mensal de números e beneficiados. Só reclamar do déficit é uma saída fácil demais para o governo.

Aos aventureiros
Na próxima campanha eleitoral, os candidatos precisarão responder à pergunta: até quando teremos governos que arrancam dinheiro dos contribuintes e não oferecem de volta o que a população precisa? Os que não estiverem habilitados farão um favor se ficarem recolhidos em casa, sem abusar da paciência da plateia com campanhas pífias.

Mais fiscalização
É lento e muitas vezes tardio o controle do Tribunal de Contas da União sobre os quase 10 bilhões de reais gastos pela Câmara dos Deputados e pelo Senado a cada ano. A fiscalização só será forte quando surgir uma comissão específica de representantes da sociedade civil. É quem paga os excessos.

Tempo perdido
O senador Renan Calheiros quer vitrine e propõe CPI para revelar os que ganham acima do teto no serviço público. Nem precisa: com a Lei da Transparência, que ele deve desconhecer, está tudo à disposição. O Parlamento, que é uma instituição também voltada à fiscalização, deve responder com clareza: qual o motivo para o limite não ser obedecido?

Na festa da Cidade
Na semana de aniversário dos 405 anos de São Luís, a população ganha de presente a comédia de maior sucesso do teatro maranhense. É a Caravana Pão com Ovo, que fará as duas últimas apresentações de 2017 em São Luís. Os atores César Boaes, Adeílson Santos e Charles Jr. levarão as aventuras de Clarisse, Dijé e Zé Maria gratuitamente, hoje, ao Parque Folclórico da Vila Palmeira e no domingo, ao Ceprama.

Pouca coisa adiantou
Uma das tentativas para diminuir a violência no País ocorreu a 4 de setembro de 1997, com a assinatura do decreto criando a Secretaria Nacional de Segurança Pública vinculada ao Ministério da Justiça. O objetivo era definir e aplicar política nacional para o setor. Passados 20 anos, o efeito de ordens partidas dos gabinetes de Brasília não surtiu efeito.

Vale refletir com este provérbio chinês:
“O segredo da longevidade é comer a metade, andar o dobro e rir o triplo”.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.