Esporte | Com o Moto

Ruy Scarpino revela negociação com o Moto e revela mágoa com dirigentes

Treinador disse que o seu retorno poderia ser dificultado por causa de Dadá e Zé Ruy
28/04/2017

SÃO LUÍS - Em uma gravação que vazou na internet, o treinador Ruy Scarpino afirmou que estava negociando com o seu retorno com Moto Club, mas por causa do diretor de futebol Dadá (Valdemir Roda) e do dirigente Zé Ruy, dificilmente ele retornaria para o clube. O treinador, que, na mesma gravação disseque está perto de acertar com outro time do Estado, confirmou o seu acerto com o rival Maranhão.

Na gravação, Ruy Scarpino disse que estava negociando também com o Moto. “Tá conversado, mas não está fechado. Teu presidente aí tinha pedido para esperar até o fim da tarde, porque eles iriam ter reunião com torcida e saber o que ia decidir. Eu estou em casa, aqui, estou bem conversado, bem adiantado com o Maranhão. Não sei, pediu para mim esperar. Não sei se vai virar alguma coisa não, porque com aqueles caras lá dentro: Dadá e Zé Ruy, acho difícil”, transcrição da conversa de Ruy Scarpino.

O presidente do Moto, Célio Sérgio, disse que não estava negociando o retorno de Ruy Scarpino e que já sabia que o treinador estava negociando com o Maranhão. “Não tem nem um mês que ele saiu daqui, como é que eu estava negociando sua volta? Estamos tentando trazer um treinador de fora, mas não é o Ruy Scarpino. Já sabia do interesse do Maranhão por ele e não iria atrapalhar a negociação”, disse.

Célio Sérgio disse ainda que já sabia que Ruy Scarpiuno tinha fechado com o Maranhão, porque a diretoria do MAC pediu emprestado jogadores que trabalharam com o treinador na sua passagem pelo Moto. “A diretoria do MAC pediu o empréstimo do Chico Bala a pedido do Ruy Scarpino. Além dele outros jogadores. É claro que ele já tinha fechado com eles. Estamos analisando. Acho que vamos montar uma parceria com o Maranhão para troca por empréstimo de jogadores”, afirmou.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte