Geral | Bulimia

Alunos homens do Maranhão sofrem mais com bulimia do que meninas

Pesquisa do IBGE diz que estado, no qual 10,2% dos meninos afirmou ter o distúrbio, é exceção no país; meninas são maioria no âmbito geral
OESTADOMA.COM26/08/2016 às 16h03
Alunos homens do Maranhão sofrem mais com bulimia do que meninas  Pesquisa aponta que 10,2% dos meninos e 7,3% das meninas afirmaram sofrer distúrbio (Agência Brasil)

SÃO LUÍS - Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) feita em 2015 com alunos de 13 a 17 anos, do 5º ano fundamental até o 3º ano do ensino médio, revela que 7,8% dos jovens brasileiros eram obesos. O problema atinge 1 milhão de adolescentes. Entre os alunos do sexo masculino, 8,3% eram obesos e do sexo feminino, 7,3%. Um dado curioso chama atenção: alunos do Maranhão fogem à regra do país quando, segundo a pesquisa, o assunto é indução de vômito ou o uso de laxantes para emagrecer entre os estudantes do 9º ano. Mais meninos do que meninas afirmaram ter usado desta prática no estado nos últimos 30 dias antes da data da pesquisa. No âmbito nacional as meninas são a maioria.

A pesquisa mostra que 7,0% dos estudantes do 9º ano do país (184,2 mil) haviam induzido o vômito ou tomado laxantes nos últimos 30 dias, como meio de emagrecer ou de evitar ganhar peso. Entre os meninos, esta proporção era de 6,5% e, entre as meninas, de 7,5% no país todo. Esta tendência se inverte em alguns estados das regiões Norte e Nordeste, especialmente no Maranhão, onde a proporção de meninos era de 10,2% e a das meninas, 7,3%.

"A inadequação entre o ideal de um corpo magro, amplamente aceito na sociedade, e a forma pela qual o próximo corpo é percebido pelos adolescentes leva-os à realização de atitudes extremas e prejudiciais à saúde para perder ou manter o peso", diz o estudo.

A pesquisa não entra em detalhes, mas a prática de vomitar se chama bulimia, doença que é um distúrbio alimentar no qual uma pessoa oscila entre a ingestão exagerada de alimentos, com um sentimento de perda de controle sobre a alimentação, e episódios de vômitos ou abusos de laxantes para impedir o ganho de peso. Pessoas com bulimia estão sempre preocupadas com a aparência, principalmente com o peso.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte