Cidades | Transporte

MP é acionado sobre reajuste das passagens de ônibus de São Luís

Novos valores entraram em vigor desde sexta-feira (25); protesto contra o aumento ocorreu nesta segunda-feira (28) no Centro da capital maranhense
28/03/2016 às 20h59
MP é acionado sobre reajuste das passagens de ônibus de São LuísTarifa aumentou 11,8% (Biné Morais)

SÃO LUÍS - O deputado estadual Wellington do Curso direcionou-se, na manhã desta segunda-feira (28), ao Ministério Público Estadual, para solicitar providências quanto ao aumento abusivo das tarifas do transporte público. O pedido do parlamentar faz referência ao aumento das passagens de transporte coletivo em São Luís, anunciado na última quarta-feira (23) pelo secretário Municipal de Trânsito e Transporte, Canindé Barros, em vigor desde sexta-feira (25).

“É evidente a deficiência do serviço de transporte na nossa cidade. Estamos diante de ônibus velhos, sucateados, o que demonstra o desrespeito com o qual o trabalhador ludovicense é tratado. Como se tais mazelas por si só não fossem suficientes, a gestão municipal nos surpreendeu com um repentino aumento. Agora, além de ter ônibus velhos como regra, a população terá que arcar com uma tarifa que afronta um princípio básico das concessões públicas: a modicidade", criticou.

Para o deputado, a tarifa tem que ser acessível e, ainda, proporcional à qualidade do serviço prestado. "Foi por compreendermos que esse reajuste não está adequado à realidade econômico financeira do povo da capital que solicitamos ao Ministério Público posicionamento em defesa da população”, declarou o parlamentar.

Protesto

Manifestantes se reuniram na tarde desta segunda-feira (28), no Centro de São Luís, para protestar contra o reajuste das tarifas de ônibus da capital. A concentração do protesto começou por volta das 15h, na região da Praça Deodoro. Os manifestantes saíram em passeata pela Rua Rio Branco, Avenida Beira-Mar, Ponte José Sarney, Prefeitura de São Luís e Terminal da Praia Grande.

Grande parte dos manifestantes é de estudantes, que empunhavam cartazes como: "Chega de exploração. 2,90 é um crime", "2,90 não", "Só os mortos não reclamam. 2,90 não. #RevogaEdivaldo #PassLivreJá", "Nenhum centavo a mais. 2,90 eu não pago. #ContraOAumentoSLZ", entre outros.

Reajuste

Com o aumento, os valores das passagens de nível I que custavam R$ 1,90 passaram para R$ 2,20. Já as passagens do nível II fixadas em R$ 2,20, agora valem R$ 2,50. As passagens de nível IV, que custavam R$ 2,60, passaram para R$ 2,90. As tarifas das linhas metropolitanas do Governo do Estado mudaram de R$ 2,80 para R$ 3,10.

A decisão do reajuste das passagens foi tomada durante reunião realizada no dia 23, na sede da SMTT, entre representantes da Prefeitura e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET).

O último reajuste das passagens de ônibus de São Luís havia ocorrido no dia 27 de março de 2015. Na ocasião, os preços passaram de R$ 1,60 para R$ 1,90; R$ 1,90 para R$ 2,20 e R$ 2,40 para R$ 2,80. O aumento, porém, desagradou a população e durante três dias houve protestos na capital. No dia 3 de abril, a Prefeitura anunciou uma redução de R$ 0,20 no valor da tarifa mais cara, que havia sido reajustada para R$ 2,80 e passou a custar R$ 2,60.

O reajuste anterior ao do ano passado foi concedido em junho de 2014, quando o preço das passagens de ônibus sofreu acréscimo de R$ 0,30. O reajuste no valor das tarifas em 2014 foi o desfecho da greve dos rodoviários, que já se estendia por 16 dias.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte