Descaso

Doméstica ferida em parada de ônibus pode perder a perna

Maria da Assunção, que se machucou em estrutura de parada de ônibus abandonada, contraiu uma infecção e teve piora no quadro de saúde

OEstadoma.com

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h49
Restos da estrutura antiga parada permanecem expostos
Restos da estrutura antiga parada permanecem expostos (parada de ônibus)

SÃO LUÍS - A empregada doméstica Maria da Assunção Correa, que ficou gravemente ferida, na quinta-feira (17), após cair sobre vergalhões expostos em parada de ônibus da Avenida Vitorino Freire, em São Luís, teve uma piora no seu estado de saúde. Segundo a família, ela contraiu uma infecção na perna e não consegue andar. Ainda de acordo com os familiares, a secretaria de saúde do município, Helena Duailibe, garantiu que iria mandar uma equipe médica para um atendimento domiciliar, mas, até o momento, a promessa não foi cumprida. Os ferimentos na doméstica foram causados por vergalhões deixados após a parada de ônibus ser substituída por uma nova.

Maria da Assunção precisou levar 15 pontos na perna atingida e, desde o dia do acidente, segue afastada do emprego. “Até o momento, nenhum médico apareceu aqui e secretaria não atende mais o telefone. Estou levando a minha mãe para o hospital com a ajuda de vizinhos. Nós, inclusive, já fomos informados que ela pode perder a perna”, disse uma das filhas da vítima, Vanessa Correa.

No local do acidente, os restos da estrutura antiga permanecem expostos. Passageiros continuam se arriscando ao caminha por entre os ferros.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.