Por tempo indeterminado

Paralisação de ônibus continua enquanto assassinos de motorista não forem presos, diz Sindicato

O motorista de ônibus Francisco Vale Silva foi assassinado durante um assalto na noite dessa segunda, na Avenida dos Franceses.

Imirante.com

- Atualizada em 23/01/2024 às 10h49
Passageiros de ônibus foram deixados na Avenida das Cajazeiras, no Centro de São Luís. (Foto: Nice Ribeiro/TV Mirante)
Passageiros de ônibus foram deixados na Avenida das Cajazeiras, no Centro de São Luís. (Foto: Nice Ribeiro/TV Mirante)

SÃO LUÍS – A paralisação de rodoviários em São Luís, iniciada na manhã desta terça-feira (23), ocorre sem previsão de encerramento ainda hoje. Ao Imirante.com, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (Sttrema), Marcelo Brito, informou que os ônibus não deverão voltar a circular enquanto não houver uma resposta da Segurança Pública.

A classe e a sociedade em geral esperam as prisões dos responsáveis pela morte do motorista Francisco Vale Silva. Para cobrar celeridade, uma paralisação começou na região da Avenida das Cajazeiras, porém o sistema de transporte público está parado por completo em toda São Luís, segundo Marcelo Brito.

A paralisação de motoristas e cobradores de ônibus começou na Avenida das Cajazeiras, na região central de São Luís, no início desta manhã. Rodoviários que trafegavam pela área cruzaram os braços em sinal de protesto, e o movimento já teve a adesão da classe na Grande São Luís.

Nenhuma paralisação estava prevista até então, já que os ônibus estavam saindo normalmente das garagens para as ruas no início da manhã de hoje. Vários usuários do transporte público ficaram no meio do caminho e procuravam uma forma de chegar ao seu destino. 

Criminosos estão sendo procurados

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA), disse por meio de nota que uma operação das polícias está sendo realizada para tentar prender os autores do assassinato do motorista. Leia na íntegra:

"A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) se solidariza com a família do motorista do transporte coletivo Francisco Vale da Silva, e com os trabalhadores do setor, após o homicídio registrado nesta segunda-feira (22), em São Luís. A Polícia trabalha com prioridade para prender os suspeitos do crime e desenvolve, neste momento, uma operação em conjunto com todas as polícias para localizá-los.

Investigações
De acordo com as investigações da Polícia, após ingressarem no ônibus, três suspeitos armados com revólver e armas brancas (duas facas) anunciaram o assalto na Avenida dos Franceses e subtraíram dos passageiros seus pertences. Antes de descer do veículo dispararam contra o motorista que veio a óbito no local. Os suspeitos fugiram.

Tão logo foi acionada, a polícia deu início às investigações e ações para localizar e prender os suspeitos do crime.

Ações
Ainda na noite de segunda-feira (22) a Polícia reforçou as ações da Operação Catraca, que já desenvolve diariamente em toda Grande Ilha, com a presença de viaturas nos corredores de transporte, patrulhamento, além de barreiras para abordagem e revista dos ônibus.

O resultado desta ação de revista, por exemplo, foi impedir uma nova ocorrência com a prisão de três homens que foram flagrados com simulacro de arma de fogo em um veículo de transporte coletivo, na MA 201.

As atividades preventivas serão continuadas com intensificação das rondas para prevenir ações criminosas no sistema de transporte coletivo".

Assassinato

Motorista de ônibus foi assassinado na noite dessa segunda-feira (22), em São Luís. (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Motorista de ônibus foi assassinado na noite dessa segunda-feira (22), em São Luís. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

O motorista de ônibus Francisco Vale Silva foi assassinado durante um assalto na noite dessa segunda, na Avenida dos Franceses, próximo ao Terminal Rodoviário de São Luís. Francisco conduzia o ônibus da linha Vila São José/Rodoviária quando três homens anunciaram o assalto.

Após assaltarem os passageiros, os três criminosos mandaram Francisco Silva parar o ônibus, mas ele não conseguiu frear e foi atingido com um tiro na cabeça pelo assaltante que estava com o revólver. Francisco não resistiu ao ferimento e morreu dentro do ônibus.

Um segundo assalto a ônibus foi registrado na noite de ontem, na Avenida São Luís Rei de França, perto de um shopping. Toda a renda do ônibus e pertences dos passageiros foram levados, segundo o Sttrema.

Leia mais:

Rodoviários iniciam paralisação de advertência na Avenida das Cajazeiras, em São Luís

Polícia tenta identificar e prender responsáveis pela morte de motorista de ônibus em São Luís

Motorista de ônibus é morto durante assalto na Avenida dos Franceses, em São Luís

Manifestações dos Sindicatos

O Sttrema se manifestou logo após o acontecimento. Leia a nota:

É com profundo pesar que o Sindicato dos Rodoviários vem a público manifestar sua consternação diante dos recentes acontecimentos que abalaram nossa categoria e a sociedade como um todo.

Hoje, perdemos um dos nossos, um colega de trabalho dedicado e conhecido carinhosamente como Baixinho, motorista da empresa Maranhense. Francisco Vale Silva foi vítima de uma execução cruel durante um assalto próximo à rodoviária, na avenida dos Franceses. O crime ocorreu dentro de um coletivo, quando, a sangue frio, os assaltantes atravessaram o canteiro central dirigindo na contramão, subtraindo a renda do dia e pertences dos usuários do transporte coletivo.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Marcelo Brito, juntamente com os diretores sindicais, estiveram no local imediatamente após saber do ocorrido, oferecendo toda assistência necessária. Infelizmente, Francisco veio a óbito, deixando uma lacuna irreparável em nossa comunidade de trabalhadores.

Além desse trágico episódio, registramos com profundo repúdio o segundo assalto a um coletivo nesta mesma noite, próximo ao Shopping Rio Anil, na Avenida São Luís Rei de França. Mais uma vez, toda a renda do ônibus e pertences dos passageiros foram levados.

A insegurança que assola nossa cidade não pode ser tolerada. Diante destes fatos lamentáveis, convocamos uma reunião extraordinária com a diretoria nesta terça-feira (23), para que sejam tomadas as devidas providências. É imprescindível que as autoridades competentes atuem de maneira eficaz para garantir a segurança não apenas dos trabalhadores rodoviários, mas de toda a população que depende do transporte público.

Expressamos nossas mais sinceras condolências à família de Francisco e reafirmamos nosso compromisso em lutar por condições dignas e seguras para todos os rodoviários e usuários do transporte coletivo”.

Por sua vez, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (SET) pede, por meio de nota, atenção das autoridades de segurança pública para dar tranquilidade aos trabalhadores e usuários do transporte público. Leia a nota:

"O SET São Luís expressa sua irrestrita solidariedade aos familiares e amigos de Francisco Vale Silva, vítima de violência brutal enquanto cumpria seus deveres funcionais na Linha: T972 Vila São José / Rodoviária Carro: 37-511.

Além da solidariedade, fazemos um apelo às autoridades da área de segurança pública para que dediquem mais atenção à necessidade de tranquilidade dos trabalhadores e usuários no percurso diário de ida e volta para seus afazeres". 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.