Jogos

5 games que transformaram suas franquias

Neste artigo, conheça 5 games que trouxeram um novo fôlego para as suas franquias, tornando-se referência para os concorrentes e transformando positivamente as ideias iniciais.

Publipost / Agência Sphere

- Atualizada em 24/01/2023 às 18h27
Muitas desenvolvedoras preferem manter a fórmula que vem dando certo por um tempo.
Muitas desenvolvedoras preferem manter a fórmula que vem dando certo por um tempo. (Foto: Divulgação)

Há muitos jogos que fazem parte de uma franquia, mas não são todos que conseguem revolucionar completamente o estilo que vinha sendo usado desde o início. Muitas desenvolvedoras preferem manter a fórmula que vem dando certo por um tempo, mas chega um momento em que identificam a necessidade de inovar para manter o interesse do público ativo e, é claro, aproveitar toda a potência das novas gerações de consoles.

Neste artigo, conheça 5 games que trouxeram um novo fôlego para as suas franquias, tornando-se referência para os concorrentes e transformando positivamente as ideias iniciais.

1. Tekken 3

Lançado para arcade em 1994, Tekken se destacou na época por trazer personagens queridos pelos fãs. A sua sequência saiu em 1995 e, dois anos depois, foi disponibilizado o Tekken 3. Esse terceiro jogo trouxe uma evolução impressionante em diversos aspectos, como controles mais responsivos e combos criativos. 

No entanto, o que realmente deu ao jogo de luta tridimensional a fama de revolucionário foi a introdução de uma nova mecânica, o sidestep, que permitia sair do plano de fundo e retornar para ele ao apertar os botões para cima e para baixo. Com isso, o Tekken 3 enfatizou ainda mais o seu cenário 3D, permitindo que jogadores criassem novas estratégias e desviassem de ataques. A mecânica foi levada para os jogos seguintes da franquia.

Vale notar que outros clássicos também sofreram revoluções com o passar dos anos, a exemplo dos analógicos jogos de cartas e até mesmo o bingo, que migraram para plataformas digitais com os melhores casinos online com bônus de registo. Esses sites trazem uma experiência imersiva para os jogadores, permitindo que se divirtam com crupiês reais e sem gastar nada no início. No cassinos-online.com, é possível encontrar cupons para esses bônus e promoções.

2. The Elder Scrolls V: Skyrim

Mais um clássico dos videogames, a franquia The Elder Scrolls foi iniciada em 1994 pela Bethesda com o jogo Arena. Em seguida, a sequência Daggerfall foi lançada em 1996, seguida por The Elder Scrolls III: Morrowind, que veio a público em 2002 e trouxe notoriedade para a franquia. Tanto o terceiro título quanto o seu sucessor, The Elder Scrolls IV: Oblivion, de 2006, ganharam diversos prêmios como melhor jogo do ano, cativando gerações de jogadores.

Mesmo com a franquia consolidada, The Elder Scrolls V: Skyrim, de 2011, surpreendeu. O título, lançado originalmente para PC, PlayStation 3 (PS3) e Xbox 360, trouxe um mundo aberto impressionante, com a sensação de exploração ilimitada e um novo sistema de quests que revolucionou o gênero RPG.

3. The Witcher 3: Wild Hunt

Mais um RPG que revolucionou a sua franquia foi The Witcher 3: Wild Hunt, da CD Projekt. Mesmo com a ótima qualidade dos títulos anteriores, The Witcher (2007) e The Witcher 2: Assassins of Kings (2011), o game lançado em 2015 trouxe uma experiência de mundo aberto que não havia nos seus antecessores. Além de expandir histórias que antes eram lineares, The Witcher 3: Wild Hunt introduziu uma narrativa inovadora, uma enorme variedade de locais e novas mecânicas de combate.

4. The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Uma das franquias mais icônicas da Nintendo, The Legend of Zelda existe desde as eras 8 bits e 16 bits. E, mesmo com tantos títulos icônicos, como Ocarina of Time, The Wind Waker e Twilight Princess, The Legend of Zelda: Breath of the Wild foi que revolucionou não apenas a franquia, como também a indústria dos games. Com o seu mundo aberto, ele trouxe muito mais liberdade aos jogadores e uma exploração elaborada.

5. Resident Evil 4

A franquia que popularizou o terror de sobrevivência, Resident Evil foi extremamente relevante para a indústria dos games. A fórmula usada para os três primeiros títulos foi a mesma: câmera fixa e terror absoluto. Isso deu certo e consagrou os títulos da Capcom, mas a fórmula não poderia continuar idêntica para sempre, já que o futuro do gênero precisaria se expandir. Assim, em Resident Evil 4 a desenvolvedora arriscou, substituindo a câmera fixa por uma câmera em terceira pessoa e misturando com maior perfeição o terror e sobrevivência a bastante ação.


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.