Disputa

Andreia Rezende quer a 1ª vice-presidência da Assembleia Legislativa

Posto também é disputado pelo PCdoB, que tem racha entre Ana do Gás e Rodrigo Lago.

Ipolítica

Andreia Rezende é deputada estadual pelo PSB
Andreia Rezende é deputada estadual pelo PSB (Agência Assembleia)

SÃO LUÍS - A deputada estadual reeleita Andréia Rezende (PSB) entrou na disputa pela 1ª vice-presidência da Assembleia Legislativa. O espaço será definido na eleição da Mesa Diretora da Casa no dia 1º de fevereiro, ocasião da posse de todos os deputados eleitos em outubro de 2022.

A cadeira também é cobiçada pelo PCdoB, que abriu um racha na última semana entre Ana do Gás e Rodrigo Lago, após votação interna optar pela indicação de Lago.

Andreia Rezende exercerá o seu segundo mandato no Legislativo Estadual. Na eleição do ano passado, ela obteve 48.186 mil votos e assegurou novo mandato até janeiro de 2027.

Se conseguir dentro da Casa a articulação necessária para assegurar a 1ª vice-presidência, será a primeira vez na história que uma pessoa com deficiência ocupará este espaço no legislativo maranhense. 

Andreia Rezende já tem vaga garantida na Mesa Diretora, depois de ter sido aprovado um projeto de resolução legislativa de autoria do deputado Neto Evangelista, que garante a participação de mulheres e pessoas com deficiência na composição, na exata proporção de representantes. 

Por isso, agora, ela busca apoios para o segundo mais importante posto da Mesa. 

Isso porque a presidência será ocupada pela deputada Iracema Vale (PSB), que conseguiu estabelecer unanimidade à sua candidatura depois de o presidente Othelino Neto (PCdoB) ter decidido abrir mão da reeleição. 

Racha

Antes de surgir a informação de bastidores do interesse de Andreia Rezende na 1ª vice-presidência, o PCdoB já havia se posicionado para pleitear o posto. 

O partido se reuniu na semana passada e em votação interna escolheu Rodrigo Lago para ser indicado. 

Na reunião acabou derrotada a deputada Ana do Gás, que obteve o apoio apenas de Ricardo Rios.

Apesar disso, Ana do Gás se posicionou publicamente logo em seguida, para afirmar que vai manter a sua candidatura “avulso”. 

“[…] Existiam dois nomes que foram colocados aqui partidariamente que é o meu nome, deputada Ana do Gás e o do colega Rodrigo Lago, no qual o deputado Rodrigo Lago saiu aqui com os três votos: deputados Júlio, Othelino e o voto dele, mas eu quero agradecer aqui ao Ricardo Rios, que nós somos cinco deputados do PCdoB na Assembleia e nós seguiremos juntos com a minha candidatura avulsa à primeira vice-presidência da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e conto com todos vocês para mais essa caminhada”, disse Ana do Gás.

Não há ainda definição de qual partido ocupará espaços na Mesa.

Ainda estão na disputa pelas outras vagas, deputados como: Antônio Pereira (PSB), Yglésio Moisés(PSB), Arnaldo Melo(PP) e Osmar Filho (PDT).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.