Torneio Regional de Robótica FLL

Prepara! Estudantes trocam as férias para se dedicar ao Torneio SESI de Robótica FLL

41 equipes do Maranhão, Piauí, Tocantins e Paraíba participam da competição que acontece de 4 a 5 fevereiro, em São Luís.

Publipost / Sesi

- Atualizada em 19/01/2023 às 14h27
Torneio Regional de Robótica FLL acontece de 4 a 5 de fevereiro, em São Luís. (Foto: Divulgação)
Torneio Regional de Robótica FLL acontece de 4 a 5 de fevereiro, em São Luís. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍSFérias são para relaxar, certo? Apesar de ser uma época de descanso, não é assim que pensam os alunos do SESI em todo Maranhão, que cumprem rotina de treinos para se preparam para o Torneio Regional de Robótica FLL, que acontece de 4 a 5 de fevereiro, em São Luís, na unidade do SESI Araçagi.

Esses alunos trocaram as viagens, descanso em casa e passeio pelos laboratórios de robótica do SESI. As equipes treinam diariamente e fazem os últimos ajuste nos minicarrinhos de fórmula 1 e robôs que foram criados e testados pelos alunos para cumprirem os desafios na F1 in Schools e na FIRST LEGO League Challenge, duas modalidades de competição que integram o torneio.

Nesta edição uma novidade: pela primeira vez duas equipes do SESI vão realizar uma exposição sobre a competição First Tech Challenge (FTC). Estas equipes se preparam para disputar o Nacional que ocorrerá em março em Braíslia. O FTC contribui para que os competidores desenvolvam habilidades como comunicação, resolução de conflitos, tomada de decisões e raciocínio lógico. Tudo isso de um jeito inovador, divertido e que ajuda a preparar os jovens para o futuro profissional.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

41 equipes dos municípios de Rosário, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, Matinha, Santo Antônio dos Lopes, Lagoa Grande, Imperatriz, Bacabal e 9 equipes dos estados do Piauí, Tocantins e Paraíba marcam presença na etapa regional do campeonato sediado pela terceira vez na capital maranhense.

“Tenho certeza de que os alunos vão levar ideias extraordinárias. Estamos muito empolgados, muito energizados, para essa temporada. A etapa regional da temporada Super Powered é muito desafiadora para todos. Toda a equipe do SESI está dedicada para dar o melhor nesse torneio que será inesquecível”, comenta o superintendente regional do SESI-MA, Diogo Lima.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

F1 IN SCHOOLS- O campeonato, que faz parte de um projeto internacional realizado pela própria Fórmula 1, reproduz desafios profissionais envolvidos em uma corrida de carros do início ao fim, desde a criação da escuderia até o enfrentamento nas pistas. Nove escuderias de F1 estão inscritas no torneio.

Não é só a velocidade que conta: é necessário utilizar diversos recursos tecnológicos para projetar, modelar e testar um protótipo de um carro de F1. Nessa preparação para o mundo profissional, os jovens competidores precisam pensar em marketing, patrocínio, plano de negócios e estratégias em mídias sociais. Além disso, as equipes desenvolvem um projeto social, que pode ser usado como critério de desempate no resultado.

Designer e gestora da escuderia Ragnar, Alice Evellyn Chaves, estudante do SESI São Luís, conta que trocar as férias pelos preparativos do torneio de robótica é recompensador. “É aquilo né, quando se faz o que gosta não tem empecilho ou tempo ruim. A gente se diverte, fica mais próximo da escuderia, dos técnicos e do pessoal. Não vejo isso como algo ruim ou que atrapalhe minhas férias, vejo como uma oportunidade sendo trabalhada e que serei recompensada lá na frente”.

FIRST LEGO LEAGUE CHALLENGE- Batizada de SUPER POWERED, a temporada 2023, desafia os competidores a explorar de onde vem a energia e como ela é distribuída, armazenada e usada. Seguindo regras feitas especificamente para cada temporada, eles constroem robôs baseados na tecnologia LEGO Mindstorm, que devem ser programados para cumprir uma série de missões.

Os alunos também desenvolveram projetos inovadores voltados para criação de um futuro energético melhor, temática que norteia a temporada deste ano.

Do Torneio Regional de Robótica do SESI, em São Luís, sairão as melhores equipes que representarão seus estados nas etapas nacional e internacional. 

“Nessa etapa regional do torneio não há nada o que criar de novo. O tempo passou e temos que praticar o que fizemos. Agora é essencial testar o robô, testar rounds, treinar roteiro de Sala de Avaliação e, além de tudo, praticar o velho Core Values! O que eu tenho a dizer em relação a essa etapa é: Agora é hora de praticar e apenas descrever o que já aconteceu, documentos e mais documentos”, explica o aluno Pablo Jorge Moraes, montador na equipe Gipsy Danger.


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.