Reforma Tributária

Roberto Rocha se diz entusiasmado com disposição de Haddad

Senador está no último mês de mandato e falou sobre a sua expectativa pela aprovação da Reforma Tributária.

Ipolítica

Roberto Rocha atuou como relator da Reforma Tributária no Senado Federal
Roberto Rocha atuou como relator da Reforma Tributária no Senado Federal (Roque de Sá/Senado)

SÃO LUÍS - O senador Roberto Rocha (PTB) afirmou que observa com “entusiasmo” e “alegria” a disposição do ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), em dar início à reforma tributária que é discutida no Congresso Nacional.

Rocha atuou como relator da matéria no Senado. A peça deve ser apreciada no segundo semestre deste ano em Plenário, como adiantou Haddad, numa articulação entre o Governo Lula (PT) e o Congresso Nacional.

“Trabalhei muito na Reforma Tributária nos últimos 4 anos, e sei o quanto ela é importante e urgente. Avançamos muito. Chegamos onde nunca ninguém antes chegou. Agora, vejo com muito entusiasmo e alegria a disposição do ministro Fernando Haddad em ver aprovado este ano. Excelente”, escreveu em seu perfil em rede social, o senador maranhense. 

Apesar de ter atuado como relator da matéria, Rocha não acompanhará a apreciação no Senado. 

Isso porque o mandato do parlamentar se encerra no dia 31 deste mês e ele não mais retornará à Casa, depois de ter perdido a eleição para o hoje ministro da Justiça, Flávio Dino (PSB).

A primeira suplente de senador, eleita na chapa de Dino, Ana Paula Lobato (PSB), é quem atuará na cadeira deixada por Rocha. Ela deverá ter participação efetiva na votação.

Leia também: 

Roberto Rocha se despede do Senado e faz apelo por reforma tributária

Reforma tributária deve ficar para 2023

Haddad

Durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, o ministro Haddad afirmou que o Governo pretende aprovar no segundo semestre, uma reforma tributária sobre a renda para desonerar mais os pobres e “onerar quem hoje não paga imposto”.

Ele afirmou na ocasião que Lula apoia a reforma que tramita no Congresso e que tem como relator Roberto Rocha. 

"Mas no segundo semestre nós queremos votar uma reforma tributária sobre a renda. Para desonerar as camadas mais pobres do imposto e para onerar quem hoje não paga imposto. Muita gente no Brasil hoje não paga imposto. Então, nós precisamos reequilibrar o sistema tributário brasileiro para melhorar a distribuição de renda no Brasil", disse na ocasião.

Foi justamente depois desse comentário do ministro, que o senador maranhense se disse entusiasmado. 

O Congresso Nacional está no período de recesso e somente retoma as suas atividades no dia 1º de fevereiro, com a posse de deputados federais e senadores eleitos no mês de outubro de 2022. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.