Criminalidade

Dois homens são presos suspeitos de roubos a residências praticados na Grande São Luís

Um dos presos, que já estava custodiado, é suspeito de participação em, ao menos, cinco roubos.

Imirante.com, com informações da Polícia Civil

- Atualizada em 05/10/2022 às 15h04
Mandados de prisão preventiva foram cumpridos nesta quarta-feira (5), em São Luís.
Mandados de prisão preventiva foram cumpridos nesta quarta-feira (5), em São Luís. (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

SÃO LUÍS – Dois homens foram presos preventivamente nesta quarta-feira (5) suspeitos de roubos a residências praticados na Grande São Luís. Além das duas prisões, a Polícia Civil também deu cumprimento a quatro mandados de busca e apreensão nos bairros Cruzeiro do Anil, Vila Embratel e João de Deus, todos na capital maranhense.

Leia também:

Vídeo mostra ladrões tentando invadir e assaltar residência no Ipase

De acordo com a Polícia Civil, um dos suspeitos foi preso em sua residência no bairro Vila Embratel, na área Itaqui-Bacanga. As investigações apontam o envolvimento do investigado em um roubo a uma residência, registrado em agosto deste ano, também na Vila Embratel.

Ainda segundo a polícia, na ação criminosa, o suspeito e mais três comparsas, todos armados, roubaram vários bens que estavam na residência – como televisão, veículos, eletrodomésticos e roupas – e ainda obrigaram as vítimas a realizar transferências bancárias via Pix. Na residência onde o suspeito foi preso, a polícia encontrou um simulacro de arma de fogo.

O segundo preso já se encontrava custodiado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas e é investigado por participação em, ao menos, cinco assaltos realizados nos bairros Vinhais, Planalto Anil, Jardim Araçagi, Cohab e Araçagi, na Grande São Luís.

A polícia informou que as investigações continuam no intuito de identificar outros integrantes da associação criminosa. Também de acordo com a polícia, os dois presos já possuíam histórico criminal de crimes patrimoniais. Após o cumprimento dos mandados de prisão, os dois encontram-se no Complexo Penitenciário de Pedrinhas onde ficarão à disposição do Poder Judiciário.

A ação da Polícia Civil foi realizada por meio da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), com apoio operacional da Seccional Oeste, vinculadas a Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.