Sem prisões

Operação da Polícia Federal contra roubo a carteiros cumpre mandados de busca no Coroadinho

Funcionário dos Correios foi rendido por dupla que roubou encomendas no dia 8 de abril.

Imirante, com informações da Polícia Federal

- Atualizada em 22/09/2022 às 08h48
PF investiga roubos de objetos postais.
PF investiga roubos de objetos postais. (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

SÃO LUÍS – A Polícia Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão, nesta quinta-feira (22), no bairro Coroadinho, na capital, durante a operação “Amigo Secreto”, que investiga um grupo criminoso especializado em praticar roubo a carteiros na ilha. Não houve prisões.

Segundo a PF, os investigados estariam envolvidos no roubo de objetos postais ocorrido no dia 8 de abril deste ano, no bairro Coroadinho. Na ocasião, o funcionário dos Correios foi rendido por dois homens armados que roubaram o veículo conduzido por ele, com todas as encomendas que estavam sendo transportadas. 

Durante as investigações, a Polícia Federal obteve a informação de que os suspeitos estariam em uma casa abandonada repartindo os objetos roubados, contudo, quando a equipe policial chegou ao local, encontrou apenas uma grande quantidade de embalagens vazias deixadas pelos criminosos. 

Com o aprofundamento da investigação, foi possível identificar os suspeitos que teriam participado do roubo, além disso foi constatado que eles já respondem por outros processos criminais por roubo e porte ilegal de arma de fogo. 

As diligências de hoje teve como objetivo identificar outros envolvidos na prática criminosa, além de obter informações sobre o destino dos objetos roubados. 

Os investigados irão responder, de acordo com a PF, pelo crime de roubo circunstanciado pelo concurso de pessoas e emprego de arma de fogo, cuja pena pode ultrapassar 16 anos de reclusão. 

O nome da operação faz alusão à semelhança entre a famosa brincadeira de troca de presentes e o modus operandi do grupo criminoso que, após interceptar e roubar objetos postais cujo conteúdo era desconhecido, passaram a dividir os produtos entre os participantes do crime. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.