Campanha eleitoral

Hertz Dias pede apoio de professores na disputa pelo Governo

Candidato ao Governo pelo PSTU, ele lembrou ter apoiado a última greve dos professores da rede municipal e criticou os seus adversários.

Ronaldo Rocha / Ipolítica

Hertz Dias é candidato ao Governo pelo PSTU
Hertz Dias é candidato ao Governo pelo PSTU (Divulgação)

SÃO LUÍS - Professor de carreira, o candidato ao Governo pelo PSTU, Hertz Dias, publicou um vídeo em seu perfil no Instagram para pedir apoio dos colegas de profissão à sua campanha eleitoral. 

Na publicação, Hertz afirma que o conteúdo se trata de uma solidariedade de classe. Ele afirma ser importante para que o professor consiga identificar quem são os aliados e quem são os inimigos da categoria. 

“Pra minha categoria! Gravamos este vídeo com muito carinho, direcionado à categoria de professores e professoras do estado do Maranhão, categoria da qual faço parte com muito orgulho! Não se trata de propaganda eleitoreira, mas de solidariedade de classe. Trata-se de saber identificar quem são os aliados e quem são os inimigos da nossa categoria e da luta em defesa da educação pública! Espero que gostem!”, destaca texto publicado na legenda.

No vídeo, Hertz lembra da recente greve dos professores da rede municipal de ensino na gestão do prefeito Eduardo Braide, e afirma que nenhum dos seus adversários se manifestou em favor dos docentes naquela ocasião. 

Hertz também utiliza no vídeo uma camiseta que era usada pelos professores como marca daquele movimento grevista.

“Nesse momento tão difícil e tão delicado, nenhum desses candidatos que estão à frente na pesquisa e que dizem que vão resolver o problema da educação pública, se manifestaram a favor da categoria”, disse.

Leia também: IPEC/TV Mirante aponta Brandão com 47% dos votos válidos para o Governo

E continuou: “O Carlos Brandão nem poderia, por que junto com Flávio Dino, faz mesmo na rede estadual. O Weverton Rocha não só não declarou apoio à categoria, como hoje tem o Eduardo Braide como o seu principal cabo eleitoral nessa campanh. Lahesio Bonfim chega a dizer que teve orgulho de não fechar as escolas do município em que foi prefeito enquanto dezenas de professores estavam morrendo contaminados pela Covid-19. Edivaldo Holanda nem se fala, 8 anos governando cidade de São Luís, 8 anos desrespeitando a categoria de professores. Agora todos eles apresentam as mais mirabolantes propostas para resolver o problema da educação pública", enfatizou. 

Logo em seguida, Hertz pediu voto ao professores: "Nós do PSTU, ao contrário. O partido acredita sobretudo na luta da categoria e por isso não só apoiou, mas ajudou a construir essa greve que entrou para a história do nosso município. E nesse momento nós queremos pedir o seu voto”, finalizou.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.