Tecnologia e inovação

Universidade Ceuma aposta em empresas juniores e startups para capacitar e preparar estudantes para o mercado de trabalho

Atualmente, a Universidade Ceuma conta com três empresas juniores e sete startups formadas por alunos de diferentes cursos de graduação, com a mais elevada qualidade acadêmica.

Publipost / Universidade Ceuma

- Atualizada em 12/09/2022 às 14h31
Nos últimos meses, a Universidade Ceuma estruturou um espaço de empreendedorismo, chamado Espaço Coworking Prof. Dr. José Samuel de Miranda Júnior. (Foto: Divulgação / Universidade Ceuma)
Nos últimos meses, a Universidade Ceuma estruturou um espaço de empreendedorismo, chamado Espaço Coworking Prof. Dr. José Samuel de Miranda Júnior. (Foto: Divulgação / Universidade Ceuma)

SÃO LUÍS - Uma Empresa Júnior (EJ) é uma associação civil, sem fins lucrativos, formada e gerida por estudantes de um curso superior. Já uma startup é uma empresa inovadora, que se baseia em tecnologia e visa resolver uma dor de mercado. Atualmente, a Universidade Ceuma possui os dois tipos de negócio, que envolvem os estudantes de diversos cursos de graduação da instituição e os prepara, ainda mais, para os desafios do mercado de trabalho.

Nos últimos meses, a Universidade Ceuma estruturou um espaço de empreendedorismo, chamado Espaço Coworking Prof. Dr. José Samuel de Miranda Júnior. Nesse espaço, atualmente, funcionam três empresas juniores já totalmente regularizadas, todas com Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ativos e trabalhando já em projetos de captação e aproximação com o mercado.

De acordo com o professor Othon Bastos Filho, coordenador do Núcleo de Tecnologias Educacionais (Nuted) da Universidade Ceuma, as empresas júniores são muito importantes no processo de aprendizado dos estudantes, pois o projeto de estudo deles é real dentro de uma dor do mercado. Dessa forma, as ferramentas educacionais apoiam esse processo de controle, planilhas, excel, BI, dando suporte e apoio às empresas júniores.

“Essas três empesas estão revitalizadas, restruturadas, foram feitas novas seleções, já tem novo ciclo de estudantes como presidentes e diretores. Com esse apoio institucional, outros cursos quiseram também ter suas empresas júniores”, afirma o professor Othon Bastos.

As três empresas júniores da Universidade Ceuma são: Valor (curso de Administração); Edificare (cursos de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo) e Psiworks (curso de Psicologia). Além dessas, há também outras três empresas que estão em fase de credenciamento, dos curso de Comunicação Social, Ciência da Computação e Fonoaudiologia. Os principais objetivos de uma empresa júnior é fomentar o aprendizado prático do universitário em sua área de atuação, aproximar o mercado de trabalho das academias e os próprios acadêmicos, gerir com autonomia em relação à direção da faculdade ou centro acadêmico e elaborar projetos de consultoria na área de formação dos estudantes.

Ainda segundo o coordenador do Nuted da Universidade Ceuma, na startup é trabalhado um problema, também considerada como uma dor de mercado. A partir de então, é dado início a um estudo dessa dor, e o papel da startup é apresentar soluções para os problemas e dores. Atualmente, a instituição conta com sete startups, formadas por alunos de diferentes cursos de graduação, com a mais elevada qualidade acadêmica.

“O processo da educação não pode mais ficar apenas no campo teórico ou em cases fictícios. Hoje a sociedade precisa de resultados. E as universidades, como é o caso do Ceuma, elas precisam dar resultados na questão social. Então, nós precisamos ir ver a problemática da sociedade e buscar soluções através da pesquisa, de ações extensionistas e de startups que possam promover soluções eficazes”, explica o professor Othon Bastos.

Professor Othon Bastos, coordenador do Núcleo de Tecnologias Educacionais (Nuted) da Universidade Ceuma. (Foto: Adriano Soares / Grupo Mirante)
Professor Othon Bastos, coordenador do Núcleo de Tecnologias Educacionais (Nuted) da Universidade Ceuma. (Foto: Adriano Soares / Grupo Mirante)

Na Universidade Ceuma, os cursos de graduação, assim como as empresas juniores e startups, já estão envolvidos com a realidade atual do mercado. No caso específico dessas empresas, os estudantes atuam como profissionais, com supervisão de professores, mas estão à frente de apresentar soluções práticas para as dores dos mais diversos nichos do mercado de trabalho.

No mês de agosto, a Universidade Ceuma inaugurou três novos espaços que homenageiam a memória de professores ilustres da instituição, entre eles o Espaço Coworking Prof. Dr. José Samuel de Miranda Júnior. Os outros dois espaços são: Laboratório de Técnicas Cirúrgicas Profa. Dra. Talita Câmara de Paula e o Auditório Prof. Dr. Expedito Bacelar.

Universidade Ceuma

Ao longo de 32 anos, celebrados em abril de 2022, a Universidade Ceuma investe em infraestrutura, formação e tecnologia, construindo assim um legado que não pode ser apagado: o desenvolvimento da educação no Maranhão. Dessa forma, foi possível oportunizar a um número maior de pessoas o acesso a uma formação de qualidade e maior empregabilidade, frutos da reconhecida qualidade acadêmica oferecida pela universidade.

A Universidade Ceuma é a primeira das cinco Instituições de Ensino Superior que compõem o Grupo Educacional Ceuma. Fundada em 9 de abril de 1990, a instituição de ensino superior particular do Maranhão acaba de completar 31 anos. Nestas mais de três décadas, a IES só evoluiu, passando de Faculdades Integradas (anos 90), para Centro Universitário (em 2000), até atingir o patamar máximo de uma instituição de ensino superior, que é o status de Universidade (em 2012). Atingir tal patamar é resultado de competência, trabalho em equipe e investimentos em prol das melhores estratégias de ensino e aprendizagem.

 

 

Universidade Ceuma aposta em empresas juniores e startups para capacitar e preparar estudantes para o mercado de trabalho

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.