Recorde

No primeiro semestre de 2022, São Luís registra maior taxa de ocupação hoteleira dos últimos 10 anos

Segundo dados, 92% dos visitantes consideram a sua experiência em São Luís como boa ou ótima.

Imirante, com informações do Ministério do Turismo e Setur

A média da taxa de ocupação hoteleira ficou em 57%, com destaque para o mês de junho. Foto: Arquivo/O Estado.
A média da taxa de ocupação hoteleira ficou em 57%, com destaque para o mês de junho. Foto: Arquivo/O Estado.

SÃO LUÍS - A capital maranhense alcançou recorde na taxa de ocupação hoteleira no primeiro semestre do ano. É a maior alta dos últimos 10 anos, de acordo com a Secretaria Municipal de Turismo (Setur). A média ficou em 57%, com destaque para o mês de junho, que atingiu mais de 70% da ocupação.

Segundo relatórios produzidos pela coordenação de Análise Mercadológica da Setur, as médias do primeiro semestre são: 2012 (56%), 2013 (50%), 2014 (50%), 2015 (47%), 2016 (47%), 2017 (50%), 2018 (52%), 2019 (55%), 2020 (31%), 2021 (42%) e 2022 (57%). 

Os dados também apontam pontos positivos para a cidade: 92% dos visitantes consideram a sua experiência em São Luís como boa ou ótima, e em relação ao gasto médio, 55% dos turistas gastam em média R$ 350,00 por dia, e os outros 45% gastam até R$ 200 por dia.

Setor de turismo registra números positivos no primeiro semestre. Foto: A. Beata/Agência São Luís.
Setor de turismo registra números positivos no primeiro semestre. Foto: A. Beata/Agência São Luís.

A retomada do turismo no Brasil é uma realidade e já começa a ser sentida em diversas atividades turísticas. Dados do primeiro semestre de 2022 apontam crescimento, e até recordes, em diversos segmentos, como a hotelaria, a aviação nacional e a visitação de pontos e destinos turísticos pelo país. Além de São Luís (MA), Bonito (MS) e Foz do Iguaçu (PR) são algumas das localidades que registraram bons números durante os seis primeiros meses do ano.

A cidade sul-mato-grossense, referência em ecoturismo no Brasil, recebeu 121.044 turistas nos últimos seis meses. O número representa mais da metade do movimento recorde de 2016, quando 212.817 pessoas visitaram o destino durante o ano. Bonito ainda teve o melhor mês de junho dos últimos oito anos, com 15.273 turistas. De acordo com a gestão local, o Bonito Blues & Jazz Festival e um encontro nacional de motociclistas foram determinantes para o volume de visitantes do último mês.

Em Foz do Iguaçu (PR), o número de turistas em Itaipu dobrou no primeiro semestre. Foram mais de 218,4 mil visitas ao atrativo, uma alta de 110% quando comparado ao mesmo período do ano passado. A expectativa é de que até o fim de 2022, os índices se aproximem dos verificados antes da pandemia. Ainda no Paraná, mais precisamente em Curitiba, o movimento na Linha Turismo – ônibus que leva turistas aos principais atrativos da capital – cresceu 560% no primeiro semestre, totalizando 73.964 usuários transportados.

Depois de atingir um recorde em 2021, o Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), teve em 2022 o melhor primeiro semestre da história 2022. De janeiro a junho, o terminal registrou 5.514.768 pessoas circulando, um crescimento de 26% em relação ao ano anterior. Diante dos resultados do primeiro semestre, a estimativa da concessionária de Viracopos é que o aeroporto encerre 2022 com um novo recorde histórico anual de passageiros, superando 11 milhões de pessoas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.