Prisão

Integrante de uma facção criminosa é preso suspeito de execução na Vila Apaco, em São Luís

A vítima foi morta com um tiro na cabeça após sair de um campo de futebol e a polícia apresentou o detido na SHPP.

Imirante.com

- Atualizada em 13/07/2022 às 16h45
O detido foi levado para a sede da SHPP, na Beira-Mar.
O detido foi levado para a sede da SHPP, na Beira-Mar. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS -  Um integrante de uma facção criminosa, que é suspeito de execução na Vila Apaco, área da Cidade Operária, foi preso nesta quarta-feira (13), em São Luís. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu no dia 20 de julho do ano passado e teve como vítima Wenderson Carlos Marques de Menezes.

Leia também em: 

Homem é condenado a mais de 10 anos de prisão acusado de tentativa de homicídio registrada na zona rural de São Luís

Família de dentista morto na capital pede a prisão dos criminosos

Ainda segundo a polícia, a prisão foi determinada pelo Poder Judiciário. Os policiais levaram o detido para a Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP), na Beira-Mar, onde tomaram as devidas providências.

A polícia informou que a vítima foi abordada por dois criminosos quando estava saindo de um campo de futebol da Vila Apaco. Ela foi baleada na cabeça e morreu no local, enquanto, os suspeitos conseguiram fugir. 

A equipe da SHPP constatou que Wenderson Carlos não tinha envolvimento com práticas criminosas e apenas passou a residir em um outro bairro da capital, mas, continuou frequentando o campo da Vila Apaco.

Mais ocorrência 

Em Codó, interior do Maranhão, nesta quarta-feira (13), foi preso Thiago dos Santos Campos suspeito de tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe e encaminhado para o presídio. 

Na cidade de Caxias, duas pessoas foram presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Em poder dos detidos, a polícia apreendeu quatro armas de fogo e várias munições com calibres diversos. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.