Em Coroatá

Jovem é assassinada por militar reformado da Marinha em arraial

O caso aconteceu na madrugada deste sábado (2).

Imirante.com

José Eustáquio Primo Maia foi encaminhado para a Delegacia Regional de Codó.
José Eustáquio Primo Maia foi encaminhado para a Delegacia Regional de Codó. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS - Uma adolescente identificada como Clara Sousa, de 17 anos, foi assassinada durante uma festa junina promovida pela prefeitura de Coroatá, cidade localizada a 250 km de São Luís. De acordo com a polícia, a jovem foi morta por um militar reformado da Marinha.

O acusado foi reconhecido como José Eustáquio Primo Maia, de 51 anos. Segundo informações, ele teria tido um desentendimento com o namorado da vítima, e ao tentar atirar no rapaz, acabou atingindo Clara Sousa com um tiro na região do tórax.

A jovem chegou a ser socorrida, mas acabou não resistindo aos ferimentos. Já o militar foi preso no local do crime, por policiais militares que estavam fazendo a segurança do arraial. Ele deve responder pelo crime de homicídio.


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.