Eleições 2022

Simplício diz que não quer adesão de políticos, mas do povo

Pré-candidato do Solidariedade manifestou-se em meio a debate sobre aliança de Josimar de Maranhãozinho.

Gilberto Léda/ipolítica

- Atualizada em 13/05/2022 às 11h02
Simplício condenou acordos políticos
Simplício condenou acordos políticos (Simplício Araújo)

SÃO LUÍS - O pré-candidato do Solidariedade ao Governo do Maranhão, Simplício Araújo, publicou nas redes sociais, nesta semana, um posicionamento que soou como uma crítica aos adversários Carlos Brandão (PSB) e Weverton Rocha (PDT).

O atual governador do Maranhão e o senador pedetista tem travado intensa disputa de bastidores pelo apoio do pré-candidato do PL, deputado federal Josimar de Maranhãozinho.

Em sua conta no Twitter, Araújo fez uma avaliação das batalhas por apoio, e disse que não quer “adesão de nenhum político" ao seu nome.

“Quero adesão do povo do Maranhão e dos bons políticos ao meu plano de desenvolvimento e geração de empregos para o Maranhão, portando não esperem de mim aderir a nome de ninguém, quero debater o futuro do Maranhão nesta eleição!”", disse.

Segundo ele, “quando se adere a nomes, pode até ser bom pra quem recebe o apoio,mas péssimo para o Maranhão!!! Estou aberto ao diálogo, desde que seja pelo debate que o maranhense quer, que é emprego, menos política e mais gestão".

Nos últimos dias, foram fortes os rumores de que Josimar teria fechado acordo com Weverton. Nesta quinta-feira (12), contudo, o secretário-chefe da Casa Civil do governo Brandão, Sebastião Madeira, disse que “há controvérsias" sobre esse acerto.

"Ainda em processo de decisão", afirmou, em entrevista ao Panorama, da Mirante AM.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.